Quinta-feira , Junho 22 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / 3 perguntas a….Pedro Almeida (Director Prova Rally Portugal)
3 perguntas a….Pedro Almeida (Director Prova Rally Portugal)

3 perguntas a….Pedro Almeida (Director Prova Rally Portugal)

Numa altura em que o arranque da edição de 2014 do Vodafone Rally de Portugal está por dias, falámos com o Director de Prova Pedro Almeida para que fique a conhecer um pouco mais sobre o que origina algumas alterações no figurino da prova de ano para ano, o papel da experiência competitiva e a Especial que poderá ser considerada mais interessante…

Qual o motivo por trás das alterações de algumas especiais de ano para ano?

Este ano as alterações têm muito a ver com os regulamentos. Muitas vezes são detalhes que escapam ao público em geral, mas os regulamentos evoluem e é necessário encontrar soluções. Felizmente, na região em que estamos essas soluções existem e há que reformular a prova em função daquilo que nos é pedido.

Em concreto, por exemplo, ao contrário do que aconteceu em 2013, em que pudemos apresentar um último troço do Rally, o Power Stage, com 53 km, este ano foi-nos exigido que essa especial não tivesse mais do que 15. Por isso, foi necessário encontrar outra solução para este troço, ainda por cima com a obrigação de começar às 11 horas. Com tudo isso, o facto de mexermos numa peça do puzzle obriga a que outras tenham de ser movimentadas, não é mais que isso.

Foi navegador de ralis, de que forma é que isso contribui para a sua actual função de Director de Prova?

Não sou caso único, é frequente os dirigentes desportivos nesta modalidade virem do banco do lado direito do carro; é menos usual ver gente vinda do banco do lado esquerdo. É óbvio que ter andado lá dentro, ter sofrido na pele as dificuldades de uma prova, ajuda bastante a procurar as melhores soluções. Foi, sem dúvida, uma experiência de dez anos muito rica e que me ajudou bastante daípara a frente.

Para si, que andou nos troços e que agora constrói e dirige o Vodafone Rally de Portugal, qual é a especial mais interessante?

Diria que a mais interessante deve ser Santana da Serra. Não só pela extensão – com 31,9 km é a mais longa da prova – mas também porque é o troço mais natural do Rally. É uma estrada muito próxima do original, pouco trabalhada, com muitas mudanças de ritmo, muitos tipos de piso e que os pilotos consideram a mais desafiante de todo o Vodafone Rally de Portugal. Não sei se é aí que o Rally se vai decidir, mas, do ponto de vista dos pilotos, é sem dúvida uma das mais interessantes.

 

Scroll To Top