Domingo , Outubro 22 2017
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / 4 Horas do Estoril com 3 pilotos portugueses e 37 carros
4 Horas do Estoril com 3 pilotos portugueses e 37 carros

4 Horas do Estoril com 3 pilotos portugueses e 37 carros

Filipe Albuquerque, Miguel Faísca e Filipe Barreiros são os representantes lusos

A caravana do European Le Mans Series prepara-se para a quinta e derradeira etapa da época de 2014 que verá nada menos que 37 carros na grelha de partida para as 4 Horas do Estoril, prova organizada pela ACDME. Novo destino no ELMS, Portugal prepara-se para acolher da melhor forma a final do campeonato, com numerosas equipas a querer marcar presença num evento que se anuncia muito especial.

A exemplo do que acontece desde o início da época, serão dez os LMP2 à partida das 4 Horas do Estoril, incluindo os principais protagonistas, como a Signatech Alpine (Paul-Loup Chatin, Nelson Panciatici e Olivier Webb no Alpine A450b Nissan) que se encontra na liderança do campeonato. A equipa francesa e os seus pilotos têm 10 pontos de vantagem sobre os segundos, os britânicos da Jota Sport (Zytec Z11 SN Nissan), onde milita Filipe Albuquerque, o jovem piloto da Audi Sport que jogando em casa será uma das atracções da prova. A completar a formação de pilotos, surgem o patrão, Simon Dolan, e Harry Tincknell, o jovem britânico protegido de Alan McNish. Refira-se que a Jota Sport venceu a classe LMP2 nas 24 Horas de Le Mans e as 4 Horas de Imola, do ELMS. No terceiro posto provisório, surge a equipa NewBlood by Morand Racing, animada com o recente triunfo em Paul Ricard, em Setembro, onde os suíços de Friburgo impuseram o original Morgan com motor Judd HK pela primeira vez nesta época. Tal como a equipa Alpine, a NewBlood by Morand possuí um trio de pilotos muito homogéneo, nas figuras de Gary Hirsh, Christian Klien (ex. F1) e Pierre Ragues.

Ainda candidata ao título – pois matematicamente tudo ainda é possível entre os quatro primeiros – a equipa Race Performance alinhará à partida do Estoril com o veterano Michael Frey, acompanhado pelo talentoso Franck Mailleaux. Ambos irão dividir a pilotagem do habitual Oreca 03 com motor Judd. Por seu turno, após uma prestação azarada em França, a equipa Thiriet by TDS Racing espera desforrar-se em Portugal, apesar dos pequenos problemas técnicos que tem encontrado o novo (e sofisticado) Ligier JS P2 Nissan, bem estreado em Le Mans com um segundo posto entre os LMP2. Ao volante do Ligier estará um brilhante trio gaulês: Pierre Thiriet, Ludovic Badey e Tristan Gommendy. Quanto ao Oreca 03R com motor Nissan VK45DE da equipa de Sébastien Loeb, será entregue às mãos de Vincent Capillaire e de dois outros nomes ainda não são conhecidos no momento em que escrevemos estas linhas.

Em grande destaque na prova lusa estará a Greaves Motorsport, pois o jovem português Miguel Faísca vai estrear-se ao volante de um verdadeiro sport-protótipo, o Zytec Z11SN Nissan, pouco mais de um ano após ter triunfado no concurso de simuladores da Nissan GT Academy. A seu lado vai estar Matthew McMurry, que em Junho passado, aos 16 anos de idade, passou a ser o mais jovem piloto de sempre a alinhar nas 24 Horas de Le Mans e ainda um terceiro piloto, a anunciar.

O outro Zytec da equipa, com o nº28, contará com Luciano Bacheta e Mark Shulzhitskiy, outro vencedor da Nissan GT Academy. Pelo lado dos irlandeses da Murphy Prototypes, se Pipo Derani, autor de uma bela performance em França, estará ainda na equipa, dois recém-chegados partilharão o volante do Oreca 03R Nissan com o nº48: James Littlejohn e Tony Wells. Por fim, o Morgan Nissan da Pegasus Racing virá ao Estoril com a mesma equipa, composta pelo suíço Nicolas Leutwiller, o francês Julian Schell e o britânico Jonathan Coleman.

Nove Ferrari F458 Italia, dois Porsche 911 GT3 RSR, um novo 991 RSR e um Aston Martin Vantage V8 compõem a lista dos 13 carros da categoria GTE inscritos para esta final do Estoril. O Ferrari nº55 da AF Corse, actual líder da classe, estará entregue aos cuidados do trio habitual, Duncan Cameron, Matt Griffin e Michele Rugolo. O mesmo se passa com outro Ferrari (o nº54) da equipa italiana, entregue aos seus pilotos habituais. Para esta derradeira prova da época, teremos a alegria de ver o regresso dos pilotos LMGTE Am do WEC (Campeonato do Mundo de Endurance) Emmanuel Collard, François Perrodo e Yannick Malengol ao convívio com os seus adversários do ELMS, utilizando para o efeito o Ferrari F458 Italia nº70, também da AF Corse.
Pelo lado dos russos da SMP Racing, o F458 Italia nº72, actualmente segundo classificado na classe, terá igualmente habituais pilotos do WEC, como Sergey Zlobin, o melhor classificado dos LMP2 no campeonato do mundo. A JMW Motorsport trará Daniel MacKenzie e George Richardson, o duo habitual do Ferrari amarelo com o nº66, que terão a companhia de um terceiro piloto a confirmar. Pelo lado da AT Racing, teremos Alexandre Talkanitsa, acompanhado por Pierre Kaffer e Mirko Venturi, ao volante do habitual Ferrari nº56. No campo da Kessel Racing, os dois Ferrari serão pilotados pelos duos do costume, tal como no Team Sofrev-ASP, a equipa do ex-futebolista Fabien Barthez, que espera um resultado mais positivo que em Paul Ricard, onde nem tudo correu pelo melhor devido a uma quebra mecânica.
Os franceses da IMSA Matmut também não irão mexer na composição das equipas que irão alinhar na última corrida do ano com os dois Porsche 911 GT3 RSR, nºs 76 e 67. O mesmo irá acontecer com os carros azul e laranja da Gulf Racing UK, ou seja, com o Aston Martin Vantage V8 nº85 e o Porsche 911 RSR nº86.

Para esta grande final do European Le Mans Series de 2014 a classe GTC apresentará algumas novidades entre as 14 equipas inscritas. Os italianos do Team Ombra virão ao Estoril com o Ferrari F458 Italia GT3 nº92, mesmo não tendo tido os resultados esperados em Paul Ricard, prosseguindo assim a sua aprendizagem da disciplina. Os pilotos serão Marco Zanuttini e Mario Cordoni.
Pela primeira vez este ano, o Team Russia by Barwell não será a única equipa a utilizar um BMW Z4 GT3, pois a BMW Sport Trophy Marc VDS vai trazer o seu Z4, entregando-o ao belga Bas Leinders e ao finlandês Markus Paltalla.
Sem mudar as equipas de pilotos, a SMP Racing vem aos Estoril para tentar conquistar o título com o Ferrari nº73 que lidera a classificação provisória do campeonato (79 pontos). E o mesmo se passa com a Formula Racing, no que respeita ao Ferrari nº60 (que está em segundo da geral, com 60,5 pontos). As equipas de pilotos dos outros dois Ferrari da SMP também continuam sem mudanças em relação à prova de Paul Ricard.

A ART Grand Prix deverá contar com os seus pilotos habituais, que irão partilhar os dois McLaren MP4 12C GT3, respectivamente com o nºs 98 e 99. Novidade importante para os aficionados portugueses, é a presença do AF Corse Ferrari F458 Italia com nº63 entregue a Mads Rasmussen e Filipe Barreiros, o terceiro piloto lusitano à partida desta corrida. Sem mudanças mantém-se o Ferrari F458 Italia GT3 da Sofrev-ASP com a equipa 100 por cento francesa composta por Christophe Bourret, Pascal Gibon e Jean-Philippe Belloc.
Os dois Porsche 997 GT3 R da Prospreed e Pro GT by Almeras estarão respectivamente entregues às mãos de Max van Splunteren, Gilles Vannelet e Mike Parisi por um lado, e de Frank Perera, Lucas Lasserre e Eric Dermont, no caso da formação francesa.

As 4 Horas do Estoril disputar-se-ão no Domingo dia 19 de Outubro, no Autódromo do Estoril. A modalidade é apaixonante e a batalha pelos títulos de pilotos e equipas jogar-se-á em todas as classes até ao cair da bandeira de xadrez. Por isso, não percam a grande final do European Le Mans Series de 2014, com a presença de três pilotos portugueses e muita animação.

 

Scroll To Top