Segunda-feira , Outubro 22 2018
ÚLTIMAS
Home / MODALIDADES / 70 automóveis alinham na Rampa Histórica do Caramulo
70 automóveis alinham na Rampa Histórica do Caramulo

70 automóveis alinham na Rampa Histórica do Caramulo

A mítica Rampa Histórica do Caramulo, uma das principais atracções do Caramulo Motorfestival, vai alinhar cerca de 70 automóveis históricos, clássicos e de competição nas categorias de Velocidade e de Regularidade já no próximo fim-de-semana (dias 7, 8 e 9 de Setembro), superando o número de concorrentes da edição de 2017.

O traçado da Rampa Histórica do Caramulo tem um desenho ímpar, sinuoso e bem asfaltado, que se estende ao longo de 2,8 Km. Sem curvas lentas, assume-se como uma rampa rápida, com duas rectas onde os automóveis podem atingir elevadas velocidades, terminando depois a prova no sopé da Serra.

O Caramulo Motorfestival conta também com um leque de pilotos de luxo. Entre estes encontram-se o italiano Valentino Balboni, Chief Test Pilot da Lamborghini desde 1968 e hoje um embaixador da marca e Cyril Neveu, o piloto francês que venceu cinco vezes o Paris-Dakar, incluindo a primeira edição da prova em 1979.

O evento vai contar também com a presença de Pedro Lamy, um dos mais reconhecidos nomes do automobilismo português, tanto aquém, como além-fronteiras, e que já passou, e pontuou, na Fórmula 3000, Fórmula 1, DTM, 24 Horas de Le Mans e 24 Horas de Nürburgring assim como André Villas-Boas, que é tão conhecido pela sua paixão por automóveis clássicos e desportivos, tendo já participado em provas como a Baja Portalegre 500 de 2016 ou o mítico Rally Dakar, como pela sua carreira como treinador.

A lista de pilotos convidados, tanto em quatro como em duas rodas, inclui ainda nomes como José Pedro fontes, Francisco Sande e Castro, Joaquim Rino, Mário Barbosa, Pedro Salvador, Rosário Sottomayor, Carlos Palma, Filipe Lourenço, Miguel Bilhota ou Dinis Borges.

Na lista de inscritos da Rampa Histórica do Caramulo destaca-se a presença de cinco equipas femininas assim como equipas de nacionalidades, além da participação de um trio de Ferraris dos anos 50 como nunca antes visto em Portugal.

O mais antigo é o Ferrari 166 MM Barchetta Touring de 1950, o primeiro modelo da marca a entrar em Portugal, em 1950, e que se encontra fora do país há 55 anos, regressando agora a casa para participar, e brilhar, no Caramulo Motorfestival.

O segundo é o Ferrari 195 Inter Vignale, de 1951, o primeiro automóvel de turismo fabricado pela casa de Maranello, cujo número total de chassis não ultrapassou os 26, uma das mais apreciadas foi a desenhada por Vignale.

Por fim, o Ferrari 500 Mondial de 1955, tipo “barchetta”, com uma carroçaria Scaglietti, um raríssimo automóvel que terá na Rampa Histórica do Caramulo a sua estreia em provas e eventos desportivos nacionais. Repleto de história, este automóvel de competição é um dos modelos da marca mais raros do mundo, sendo que o exemplar em questão é considerado como um dos mais originais, mantendo ainda o seu motor de fábrica.

Este evento conta com o apoio do Museu do Caramulo, Automóvel Club de Portugal, Bentley, Ascendum, Câmara Municipal de Tondela, Turismo do Centro, rádio M80, Jornal dos Clássicos e Banco BPI.

 

Scroll To Top