Quarta-feira , Setembro 20 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / A primeira no Alentejo
A primeira no Alentejo

A primeira no Alentejo

Com organização a cargo do Centro Cultural Recreativo e Desportivo da Ferraria o Raid TT Ferraria – Vinhos Quinta dos Garfos – Município do Gavião marca no próximo fim-de-semana (1 e 2 de Outubro) o regresso do campeonato nacional de TT ás pistas alentejanas. No arranque de um mês de Outubro que será decisivo para o campeonato, esta será a segunda prova do ano realizada em solo alentejano e a penúltima do calendário antes do fecho na Baja de Portalegre.

Com um longo historial na modalidade o Raid TT Ferraria – Vinhos Quinta dos Garfos – Município do Gavião realiza-se pela 29ª vez e para receber a caravana o clube anfitrião preparou um percurso com cerca de 228 quilómetros onde serão disputados dois sectores selectivos, sendo que o primeiro terá uma extensão de 30 quilómetros em linha e o segundo será composto por um percurso com cerca de 66 quilómetros a ser percorrido por três vezes pelas principais categorias do campeonato.

A prova alentejana pode decidir algumas classes antes do derradeiro confronto do ano mas na classe TT1 o título está já entregue a Sebastian Buhler que terá agora que lutar pela primeira posição em termos absolutos onde defende uma vantagem de seis pontos face a António Maio. Matematicamente também António Pereira e Gustavo Gaudêncio podem ainda aspirar ao título nacional, lutando igualmente ambos pela terceira posição do campeonato onde estão separados por apenas dois pontos com vantagem para Pereira, sendo este igualmente o líder na classe TT2 com dois pontos de vantagem face a António Maio e Gaudêncio comanda na classe reservada ás motos de maior cilindrada, a TT3, detendo uma margem superior (23 pontos) face ao segundo, Salvador Vargas.

Com 31 pontos de vantagem na liderança do campeonato entre os Moto4 Arnaldo Martins poderá assegurar o título no final da prova. Roberto Borrego estará a jogar em casa mas a diferença para Martins poderá ser impossível de anular salvo alguma situação anormal que implique o abandono de Martins, que pode mesmo perder uma dezena de pontos para Borrego para se sagrar campeão nacional.

Nos UTV e Buggy João Dias leva 26 pontos de vantagem em termos de campeonato para Ricardo Carvalho e tal como Arnaldo Martins bastará controlar a corrida do adversário para poder deixar a prova já com o título nacional nas mãos.

As lutas pelas posições secundárias serão igualmente muito animadas pois são muitos os interessados nos lugares de pódio nas diversas classes do campeonato nacional.
HORÁRIOS
1 de Outubro

13h30m – Partida do Parque Fechado – Ordem de Partida – Quad, Moto, UTV/Buggy
13h45m – Partida para o 1º SS – Ordem de Partida – Quad, Moto, UTV/Buggy

2 de Outubro

07h30m – Partida do Parque Fechado – Motos / Quads
07h45m – Partida para o 2o Setor Seletivo – Motos / Quads
12h45m – Partida do Parque Fechado – UTV / Buggy
13h00m – Partida para o 2o Setor Seletivo – UTV / Buggys

Campeonato

Absoluto

1º Sebastian Buhler – Yamaha com 86 pontos
2º António Maio – Yamaha 80
3º António Pereira – Yamaha 60
4º Gustavo Gaudêncio – Honda 58
5º Salvador Vargas – KTM 47

TT1
1º Sebastian Buhler – Yamaha com 100 pontos
2º Tiago Santos – Suzuki 57
3º Flávia Rolo – KTM 54
4º David Ferreira – Yamaha 52
5º Catarina Sampaio – Yamaha 45

TT2
1º António Pereira – Yamaha com 82 pontos
2º António Maio – Yamaha 80
3º Sandro Carolino – KTM 51
4º Frederico Yamaha – Yamaha 51
5º David Megre – KTM 47

TT3
1º Gustavo Gaudêncio – Honda com 77 pontos
2º Salvador Vargas – KTM 54
3º Pedro Duarte – Beta 30
4º Rui Costa – Husqvarna 28
5º Alexandre Azinhais – KTM 26

Moto4
1º Arnaldo Martins – Suzuki com 91 pontos
2º Roberto Borrego – Yamaha 60
3º Nuno Gonçalves – Yamaha 52
4º Fábio Ferreira – Yamaha 51
5º Rodrigo Pagaime – Yamaha 49

UTV/Buggy
1º João Dias – Polaris com 88 pontos
2º Ricardo Carvalho – Yamaha 62
3º Pedro Mendes – Polaris 60
4º Carlos Miranda – Polaris 50
5º Miguel Jordão – Polaris 50

UTV/Buggy Navegadores
1º João Miranda – Polaris com 80 pontos
2º Luis Engeitado – Polaris 58
3º Paulo Gregório – Polaris 56
4º Eurico Adão – Rage 54
5º António Cuco – Can Am 50

 

Scroll To Top