Quarta-feira , Dezembro 13 2017
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / A RENAULT APRESENTA O SEU PROGRAMA PARA O DESPORTO AUTOMÓVEL
A RENAULT APRESENTA O SEU PROGRAMA PARA O DESPORTO AUTOMÓVEL

A RENAULT APRESENTA O SEU PROGRAMA PARA O DESPORTO AUTOMÓVEL

Carlos Ghosn, Presidente-Diretor Geral do Grupo Renault, revelou, hoje, a forma como a Renault estará presente no desporto automóvel.

 

A Renault Sport será o coração desta nova estratégia assente em dois pilares: Renault Sport Racing e Renault Sport Cars.

 

A Renault Sport Racing integrará todas as atividades da Renault na competição, incluindo a nova escuderia Renault Sport Formula One Team e a Renault e.dams.

 

A Renault Sport Cars concentrará as suas atividades no desenvolvimento e comercialização de automóveis desportivos com a assinatura Renault Sport.

 

 

Num evento realizado no Tecnocentro da Renault, o Presidente-Diretor Geral do Grupo Renault revelou os planos da Renault para a participação nos desportos motorizados.

 

Para dar seguimento a esta nova estratégia, a Renault Sport será gerida por duas entidades distintas: Renault Sport Racing e Renault Sport Cars.

 

87f2cfc4-7fb3-44d0-9a0b-fb1314cc86d6A Renault Sport Racing terá a seu cargo todas as atividades de competição da Renault, incluindo o Renault Sport Formula One Team, Renault e.dams, Formula Renault 2.0, Renault Sport R.S. 01 Trophy, bem como todos os outros programas de competição em circuito ou em ralis. A Renault Sport Racing irá gerir esta atividade a partir de Enstone no Reino-Unido e de Viry-Châtillon em França.

 

A Renault Sport Cars, uma emanação da Renault Sport Technologies, dirigirá o desenvolvimento e comercialização da gama de modelos de série com a assinatura Renault Sport. A Renault Sport irá desenvolver a sua atividade nos mercados fora da Europa e a sua gama irá crescer com investimentos adicionais em I&D.

 

A Renault irá utilizar esta nova organização tendo em conta dois objetivos principais. O primeiro é o de promover a marca Renault Sport através da escuderia Renault Sport Formula One Team e à audiência planetária da F1. A Formula E e as outras atividades de competição, tal como o Clio Cup, vão também contribuir para o crescimento da notoriedade e do reconhecimento dos modelos da Renault.

 

A Renault Sport Racing e a Renault Sport Cars irão trabalhar, em conjunto, para maximizar as sinergias técnicas e comerciais. A primeira demonstração desta relação entre as duas entidades será revelada no Grande Prémio do Mónaco.

 

«Nós estamos convencidos que os desportos motorizados alimentam o imaginário dos apaixonados, mas, também, de todos os utilizadores de automóveis. E hoje lançamos um programa de grande envergadura. A Fórmula 1 é o coração dos nossos esforços para aumentar a notoriedade da gama da Renault e, em particular, nos mercados onde estamos a dar os primeiros passos», comentou Carlos Ghosn, Presidente do Grupo Renault.

 

«Evidentemente que esperamos que o nosso envolvimento nos desportos motorizados tenha um impacto concreto nas vendas da Renault c40f9d16-3b0d-489f-98d0-0910e28aa308Sport. Ao desenvolvermos a engenharia em programas desportivos tão ambiciosos, teremos a oportunidade de a transferir e comercializar nos modelos de série. Este pleno envolvimento na competição está no centro da nossa estratégia para a marca Renault e para a inovação técnica

 

A Renault Sport Racing será presidida por Jérôme Stoll, que será acompanhado por Cyril Abitboul no cargo de Diretor Geral. Frédéric Vasseur assume o cargo de Diretor para a Competição. A Renault Sport Cars será dirigida pelo Diretor-Geral, Patrice Ratti. Guillaume Boisseau, Diretor das Marcas do Grupo Renault, terá a seu cargo o marketing e garantirá que a ativação e o posicionamento dos programas desportivos são coerentes com a estratégia de marketing da Renault.

 

Revelação do Renault Sport Formula One Team

 

No centro das atividades desportivas está a nova escuderia Renault Sport Formula One Team. O chassis do novo monolugar, batizado Renault R.S.16, é desenvolvido e fabricado em Enstone, enquanto o grupo propulsor Renault R.E.16 continuará a ser desenvolvido em Viry-Châtillon.

 

Foram várias as nomeações para os postos chave da escuderia de Fórmula 1. Bob Bell é o novo Diretor Técnico F1 e terá sob a sua responsabilidade Nick Chester, Diretor Técnico Chassis e Rémi Taffin, Diretor Técnico Motor. Kevin Magnussen e Jolyon Palmer são os pilotos titulares da Renault Sport Formula One Team e serão acompanhados por Esteban Ocon, que se junta à equipa como terceiro piloto e piloto de reserva.

 

A confirmação de parceiros chave para a Fórmula 1

 

A Renault anunciou também, nesta data, o conjunto dos seus parceiros. A Infiniti, marca da Aliança Renault-Nissan, vai prosseguir, ao lado da Renault, a sua aventura na Fórmula 1 e vai mesmo reforçar o seu envolvimento, através de um programa tecnológico específico. A Infiniti vai desenvolver a segunda geração de sistemas de recuperação de energia (ERS) para o propulsor da F1.

 

A Total e a Renault vão incrementar a parceria já existente, através do fornecimento de uma vasta gama de produtos da Total, especificamente concebidos para o Renault Sport Formula One Team.

 

A Renault anunciou, também, novas parcerias com outras marcas de prestígio, tais como o fabricante de relógios de luxo Bell & Ross, a Devialet, a mais inovadora das start up em engenharia acústica, e a renovação dos contratos com atuais parceiros da equipa de F1, como a Microsoft e a EMC. A Renault irá continuar a trabalhar com a Gravity Motorsports, uma filial do Genii Capital Group, que conserva uma parte minoritária na escuderia de F1. Gérard Lopez será diretor não executivo da escuderia.

 

Detalhes sobre os programas da Renault Sport Racing

 

As equipas da Renault Sport Technologies dedicadas à competição cliente – Clio R3T em ralis e os Troféus Clio Cup e Renault RS 01 Trophy – irão trabalhar na Renault Sport Racing, sob a direção de Jean-Pascal Dauce. A Renault mantém o seu envolvimento nos monolugares, com a Formula Renault 2.0. Há mais de quarenta e cinco anos que esta disciplina forma vários campeões. Atualmente 60% dos pilotos titulares na F1 passaram pela Fórmula Renault.

 

As atividades da Renault na Formula E serão também integradas na Renault Sport Racing. Nas próximas temporadas, a Renault Sport Racing irá desenvolver e fornecer, à Renault e.dams, o grupo motopropulsor com a caixa de velocidades e o motor elétrico. O objetivo é ambicioso: ganhar os títulos de Pilotos e de Construtores.

 

Renault Sport Academy

 

Foi também anunciada a criação da Renault Sport Academy que tem um duplo objetivo: detetar jovens talentos capazes de, um dia, aceder à Fórmula 1, e dar, nos diferentes mercados onde a Renault está implantada, a oportunidade de terem um papel ativo, através da promoção e do apoio a pilotos locais.

 

Com estes anúncios, a Renault reafirma que os desportos motorizados são parte integrante da identidade e do ADN da marca Renault.

 

Scroll To Top