Sexta-feira , Abril 27 2018
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Africa Eco Race 2018: Duas Etapas difíceis para o Team PETRONAS De Rooy IVECO
Africa Eco Race 2018: Duas Etapas difíceis para o Team PETRONAS De Rooy IVECO

Africa Eco Race 2018: Duas Etapas difíceis para o Team PETRONAS De Rooy IVECO

Gerard de Rooy perdeu tempo na Etapa 2 da Africa Eco Race 2018, mas com uma performance rápida no dia seguinte, levou o seu camião a ser o primeiro a cruzar a linha de chegada na Etapa 3, ascendendo à 5ª posição da Geral.

 

As 2ª e 3ª Etapas da África Eco Race levaram os concorrentes através de uma variedade de terrenos, incluindo as famosas Dunas de Merzouga no Erg de Chebbi, faixas rápidas, outras pedregosas e o piso muito macio na travessia do Oued de Draa, para além de uma secção que desafiou as habilidades de navegação das equipas.

 

Gerard De Rooy, chefe-de-fila do Team PETRONAS De Rooy IVECO, fez um bom arranque para a Etapa 2, a bordo de seu IVECO Powerstar #400, aproximando-se do líder Vladimir Vasilyev, mas depois, fruto de alguns problemas técnicos, teve de abrandar o ritmo e cruzou a meta apenas na 7ª posição.

 

Já a 3ª Etapa, com uma seção cronometrada de 400 km, mostrou-se bem mais rápida, disputando-se em terreno muito pedregoso e muito duro para com os pneus. Durante a Etapa De Rooy chegou a parar para prestar auxílio a um piloto de moto que caiu, sendo depois creditado com os 25 minutos que perdeu com essa paragem extra. Nos últimos 80 km do dia os pneus iram ficando cada vez mais danificados fruto das muitas rochas, pelo que o líder do Team PETRONAS De Rooy IVECO optou por uma condução mais cautelosa, em vez de parar para os substituir e, com isso, perder mais tempo. Com a boa performance deste dia, o IVECO Powerstar do piloto holandês foi o primeiro camião a cruzar a linha de chegada, pelo que De Rooy regressou à 5ª posição na Classificação Geral.

 

Quanto a Wuf Van Ginkel teve algumas dificuldades técnicas, incluindo um reservatório de água, sendo forçado a parar na Especial.

 

Segue-se a 4ª Etapa, que será a mais longa desta edição da Africa Eco Race 2018. Os concorrentes irão começar por conduzir numa pista composta parte por areia, parte rochosa, que irá exigir muita atenção, nomeadamente dos navegadores. Segue-se uma ampla pista rumo a sul do deserto marroquino, onde os veículos irão percorrer pistas rápidas, apenas com alguns pontos visuais de ajuda à navegação. Perto do Oued de Hamra haverá uma secção em offroad seguida de um cruzamento de dunas, antes do fim da Especial numa pista ampla e muito rápida, até se atingir o bivouac de Fort Chacal.

 

Todas as notícias e desenvolvimentos em www.iveco.com/TeamPetronasDeRooyIveco

 

Durante o rali, a IVECO mantém todos os seus fãs informados através do site www.iveco.com/TeamPetronasDeRooyIveco, com actualizações diárias, directamente de África, disponibilizadas em inglês. Nas redes sociais e no seu site de imprensa, a IVECO disponibiliza também actualizações diárias, com notícias, reportagens, vídeos e fotografias.

 

Scroll To Top