Quinta-feira , Agosto 17 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Alexandre Camacho/Pedro Calado vencem Rali Vinho Madeira
Alexandre Camacho/Pedro Calado vencem Rali Vinho Madeira

Alexandre Camacho/Pedro Calado vencem Rali Vinho Madeira

Alexandre Camacho/Pedro Calado sagraram-se campeões desta 58ª edição do Rali Vinho Madeira! Esta é a primeira vitória de ambos neste rali e, logo que houve confirmação, a equipa desta dupla fez a festa no parque das assistências, ainda antes de chegarem.

Na PEC 16 (Câmara de Lobos 2), Basso foi mais rápido (00:08:07,5), seguido de Alexandre Camacho (00:08:08,6) e de João Silva (00:08:15,1), que fez um excelente rali.

Na PEC 17 (Ponta do Sol 2), os papéis inverteram-se e Alexandre Camacho fez o melhor tempo (00:05:09,5), Carlos Vieira foi segundo (00:05:12,1) e Basso terceiro (00:05:12,7). Nesta prova, João Silva começou a distanciar-se, na geral, de Basso.

No fim da PEC 18 (Ponta do Pargo 2), Alexandre Camacho confessou que estava “a dar o máximo” e a vitória começou a desenhar-se. Nesta prova, Alexandre voltou a ser o mais rápido e, na geral, nunca deixou de ser líder, sempre acompanhado de Basso na segunda posição e de João Silva no terceiro posto.

Após a PEC 19 (Rosário 2), a última do dia, veio a confirmação da vitória de Alexandre Camacho/Pedro Calado. Nesta prova, Alexandre Camacho foi novamente o mais rápido, seguido de Basso e do romeno Simone Tempestini. Na geral, a classificação (top 5) foi a seguinte:

1º Alexandre Camacho/Pedro Calado (02:15:03,2)

2º Giandomenico Basso/Lorenzo Granai (02:15:18,8)

3º João Silva/Rui Rodrigues (02:16:44,9)

4º Miguel Campos/António Costa (02:17:52,1)

5º Simone Tempestini/Giovanni Bernacchini (02:18:53,9)

A concretização de um sonho

Escusado será dizer que Alexandre Camacho/Pedro Calado foram recebidos em apoteose quando entraram no parque de assistências. Os dois estavam, obviamente felizes.

“Sinto-me super feliz, era uma ambição que nós tínhamos, algo que procurávamos, trabalhámos muito. Foi difícil manter o Basso distante, aliás, este foi dos ralis mais difíceis que já fiz”, confessou o piloto. “Finalmente ganhei o rali, trabalhámos muito para isto, abdicámos de muita coisa, mas os frutos estão aqui nesta vitória”, salientou.

Para Pedro Calado, este foi o último rali, como já tinha avançado, por isso, para além de muito feliz, também estava emocionado. “É um sonho de criança, acho que ainda não acredito… estou muito feliz, foi muito custoso chegar aqui”, confessou, lembrando que há 19 anos que esperava por este momento. “Quis Deus que fosse no ano da despedida”, acrescentou, emocionado.

Giandomenico Basso confessou que tentou chegar à vitória, mas que, no fim, os problemas elétricos dificultaram a corrida à quinta vitória do italiano no RVM. Contudo, ficou como 1º classificado no TER. “Nas duas últimas provas tivemos dificuldades, no entanto, foi um bom resultado para mim e para o campeonato TER e espero voltar a esta prova que tanto gosto”, sublinhou.

Giandomenico Basso ficou na segunda posição.

João Silva, que fez uma prova magnífica, confessou que “chegar ao fim foi um alívio”. “Este pódio cheira a vitória, depois de tudo o que fizemos até aqui”, disse, dando depois os parabéns a Alexandre Camacho pela vitória.

1ª vitória de Miguel Barbosa nos ralis

Miguel Barbosa, que já tem um vasto currículo no desporto motorizado, teve aqui na Madeira a primeira vitória nos ralis. Com esta classificação, sobe para segundo no Campeonato Nacional de Ralis 2017, que tem como líder Pedro Meireles.

 

Scroll To Top