Sexta-feira , Julho 20 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Alexandre Ramos – Toque na última etapa ditou desistência!
Alexandre Ramos – Toque na última etapa ditou desistência!

Alexandre Ramos – Toque na última etapa ditou desistência!

 

Alexandre Ramos e Sandra Ramos não foram totalmente felizes na sua sexta participação do Azores Airlines Rallye, já que um toque no decorrer da última etapa do rali, ditou a desistência da equipa do Peugeot 106.

A dupla de Sintra partiu para a prova em piso de terra inseridos no Campeonato dos Açores de Ralis, focando as suas ambições em subir ao pódio final, mas também num bom resultado entre as viaturas VSH.

O arranque do rali acabou por ser positivo, com bons registos entre os VSH nas três primeiras especiais realizadas na 5ª feira à tarde! Na 6ª feira e que apesar das especiais estarem já algo ‘duras’ após as passagens da extensa ‘caravana’ do europeu e do nacional, mantiveram a mesma toada do primeiro dia, repetindo os bons cronos entre as viaturas sem homologação, mas contudo já perto do final da segunda secção, um toque em Feteiras 2 danificou a direção do Peugeot e acabou por partir na especial seguinte, Sete Cidades 2. A equipa resolveu o problema em plena classificativa, conseguindo levar o seu Peugeot até à assistência e arrancar para o último e derradeiro dia de prova.

Sendo um dos dias mais exigentes do rali, Alexandre Ramos e Sandra Ramos entraram com cautelas nas especiais de sábado e se nos Graminhais acabou por correr bem, na Tronqueira um toque numa caixa de água, abriu novamente a direção e ditou a desistência definitiva na prova!

Como refere Alexandre Ramos, “ ficamos algo desiludidos por não acabar a prova, até porque estávamos a ter um desempenho bastante interessante, alguns pequenos percalços no segundo dia de rali, mas acabamos sempre todas as secções, com bons registos nos VSH e fundamentalmente conseguindo desfrutar do rali!

Infelizmente, já no decorrer do último dia, um toque na especial da Tronqueira não nos permitiu prosseguir em prova e ficamos com a meta à vista, mas ainda assim fazemos um balanço positivo pois é sempre muito bom estar à partida desta prova com um nível organizativo excecional e naturalmente vamos tentar viabilizar a nossa participação na edição de 2019!”

 

Scroll To Top