Quinta-feira , Julho 19 2018
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / António Giestas vence prova inaugural do Troféu Regional de Rampas – AMAK 2018
António Giestas vence prova inaugural do Troféu Regional de Rampas – AMAK 2018

António Giestas vence prova inaugural do Troféu Regional de Rampas – AMAK 2018

A edição 2018 do Troféu Regional de Rampas – AMAK teve, hoje, o seu início, com a disputa da Rampa da Ponta do Sol, tendo António Giestas levado de vencida a prova organizada pela Secção de Automobilismo do Clube Desportivo Nacional, numa vitória arrancada “a ferros” na quarta e derradeira subida oficial por escassas 2 décimas de segundo!!!

Com a forte oposição por parte de Nóbrega, ao longo do dia de competição, Giestas acabou por não baixar os braços e realizar o melhor “crono” na quarta subida oficial, ao volante do BRC CM2, destronando Dinarte Nóbrega (Semog Evo), que até então era comandante da prova alvinegra, num duelo titânico e bonito de se seguir por parte do muito público que fez questão de marcar presença ao longo das seis subidas efectuadas, demonstrando assim que temos campeonato!

No lugar mais baixo do pódio surge Nélson Andrade, que foi paulatinamente vencendo a sua luta contra o cronómetro, reduzindo ao longo das quatro subidas oficiais o seu tempo, conseguindo terminar a 3,3s do atual campeão do Troféu Regional de Rampas – AMAK, Dinarte Nóbrega, deixando boas expectativas para as restantes provas.

Greg Faria foi outro dos pilotos que lutou, durante as quatro subidas oficiais, contra o cronómetro, conseguindo apenas na derradeira superiorizá-lo com o AG Sport, arrecadando no seu concelho importantes pontos.

Estreando-se no Troféu Regional de Rampas – AMAK, Rui Pinto aproveitou a Rampa da Ponta do Sol para acumular mais alguns quilómetros a bordo do Ford Focus WRC, desta feita com Duarte Lagos na «baquet» direita, tendo em vista a sua participação no Rali de São Vicente, primeira prova do Campeonato de Ralis “Coral” de Ralis, num regresso que se saudou por parte desta dupla que já não corria junta desde 2009, conquistando o quinto posto à geral e o melhor “crono” ter sido realizado na segunda subida oficial.

Sexto lugar para Ricardo Reis que testou na Ponta do Sol as alterações efetuadas, durante a época de defeso, no seu Semog Evo, tendo apenas efetuado as três subidas obrigatórias.

Depois de levantada a suspensão por parte da FPAK, Filipe Pires regressou à competição com um sétimo posto à geral, com o Mitsubishi Lancer Evo X, decidindo a partir de agora o piloto da Pires Competições o que fazer neste ano automobilístico.

Oitava posição para Nuno Ferreira que demonstrou estar cada vez mais à vontade a bordo do Ford Escort Cosworth, registando na primeira subida oficial a sua melhor marca, deixando a escasso segundo Paulo Roberto Martins, que regressou hoje à competição, com o bonito Citroen C2 S1600, numa participação esporádica, dado que esta viatura está prevista ser alugada ao longo do Campeonato de Ralis “Coral” da Madeira a outro piloto.

Outra vitória arrancada a ferros, pelo encerramento do «top-ten», foi a de Bruno Fernandes noutro titânico duelo com Alexandre Mata, com o melhor “crono” a sorrir ao piloto da Calheta por uma unha negra, leia-se, uma escassa décima de segundo!!!, com nenhum dos dois pilotos do Citroen C2 a enfraquecer o seu andamento até à quarta e derradeira subida oficial, gerando boas indicações para a RC4 e Campeonato 2RM, ao longo do presente ano desportivo.

Classificação Final: http://www.amaweb.pt/2018/pontadosol/ 

 

http://www.flatoutralis.com/

 

Scroll To Top