Domingo , Dezembro 17 2017
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / AS DERRADEIRAS RETAS DE YVAN MULLER
AS DERRADEIRAS RETAS DE YVAN MULLER

AS DERRADEIRAS RETAS DE YVAN MULLER

Quádruplo Campeão do Mundo e piloto oficial da Citroën desde meados do ano de 2013, Yvan Muller anuncia o fim da sua carreira no FIA WTCC no final da presente temporada. Atual 2º classificado ex-aequo no Mundial de Pilotos, o condutor do Citroën C-Elysée WTCC nº 68 tem por objetivo manter essa posição após as suas derradeiras jornadas, a realizar em Xangai e, depois, no Qatar.

 

Ao longo de uma carreira profissional com mais de 30 anos, Yvan Muller construiu um dos mais belos palmarés do desporto automóvel francês, com 4 títulos de Campeão do Mundo FIA WTCC em 2008, 2010, 2011 e 2013. Detém todos os recordes da disciplina, com 29 pole positions, 48 vitórias, 125 pódios, 38 melhores voltas e um acumulado de 2826 pontos, marcados após 244 partidas!

UMA CARREIRA EXCEPCIONAL

Após um início no Karting (foi Vice-Campeão do Mundo em 1985 e Campeão da Europa em 1986), prosseguiu logicamente a sua carreira nos monolugares, vencendo o Campeonato da Grã-Bretanha de Fórmula 2 em 1992. Sem lugar na Fórmula 1, o piloto da Alsácia voltou-se para os os Carros de Turismo a partir de 1994. Foi Campeão de França em 1995, correu em seguida nos campeonatos italiano, alemão e britânico, conquistando nomeadamente um título no BTCC (2003), antes de passar para o FIA WTCC a partir de 2006.

Tornou-se também conhecido ao impor-se como o melhor piloto de corridas no gelo, com dois títulos no Trophée Andros e varias vitórias nas 24 Horas de Chamonix. As 24 Horas de Le Mans, os V8 Supercars australianos, o Dakar e algumas provas do WRC fazem, igualmente, parte das suas múltiplas experiências através do Globo.

UM NOVO DESAFIO COM A CITROËN

Embora possa parecer surpreendente, Yvan Muller nunca tinha colaborado com um construtor francês antes de integrar as fileiras da Citroën Racing. Em Julho de 2013, com o início do desenvolvimento do Citroën C-Elysée WTCC e a organização da equipa para o FIA WTCC, trouxe consigo a sua imensa experiencia, contribuindo para erguer as bases para os sucessos que entretanto se alcançaram.

Pilar deste novo programa, Yvan conquistou quatro poles e outras tantas vitórias em 2014, sagrando-se Vice-Campeão do Mundo atrás de José María López e na frente de Sébastien Loeb. Terminou nesta mesma posição em 2015, após ter feito três pole positions e alcançado seis vitórias para o seu ativo.

Sem se mostrar verdadeiramente incomodado com a falta de resultados este ano, Yvan ocupa, a quatro corridas do final da presente temporada, nada menos que a 2ª posição do Campeonato do Mundo de Pilotos, em igualdade pontual com Tiago Monteiro. Ao mesmo tempo que anuncia o final da sua carreira no FIA WTCC, o piloto de todos os recordes na disciplina está bem decidido a oferecer a dobradinha à equipa Citroën Total!

 

O QUE ELES DISSERAM…

 

Yvan Muller: «Não estou certo de que o final de uma carreira tenha a ver com a idade. É mais uma questão de desejo e de motivação. Entre os testes, as sessões de simulador, treino físico e as viagens entre as corridas, a temporada de um piloto profissional exige um empenho pessoal que já não me sinto capaz de assumir. Ao mesmo tempo, estou num período da minha vida em que preciso de fazer qualquer outra coisa e sinto-me feliz de poder fazer essa escolha ao fim de 11 temporadas no FIA WTCC. Ao longo da minha carreira, vivi belas experiências. Estas três temporadas com a Citroërn Total ficarão guardadas num local àparte, mesmo se tenho pena de nunca ter sido Campeão com esta equipa. Mas sentir-me-ei sempre orgulhoso de ter participado na construção deste programa e de ter desenvolvido o Citroën C-Elysée WTCC. Fiz, igualmente, belas amizades, com pessoas apaixonadas pelo seu trabalho e pela competição. A condução faz parte do meu quotidiano há tanto tempo que, na verdade, não me vejo a parar totalmente de correr. Quero, no entanto, poder consagrar mais tempo à minha família e ao desenvolvimento da minha equipa, a Yvan Muller Racing. Mas, antes disso, vou juntar todas as minhas forças para garantir os objetivos da equipa!»

 

Yves Matton (Diretor da Citroën Racing): «Toda a equipa da Citroën Total sente-se orgulhosa de ter contado com o Yvan Muller nas suas fileiras. Sempre que nos envolvemos num programa, procuramos recrutar os melhores pilotos, razão porque propusemos ao Yvan juntar-se a nós desde o início do nosso envolvimento no FIA WTCC. Nunca esqueceremos tudo aquilo que ele nos trouxe. Vindo dos ralis, tínhamos tudo a aprender e ele nunca hesitou em colocar a sua experiência ao serviço da equipa. Descobrimos nele um grande lutador e um grande Homem, que sempre deu prioridade aos interesses da Citroën. É uma honra que o Yvan tenha decidido colocar um ponto final na sua carreira após três temporadas connosco, no momento em que ele ainda tem potencial para assinar pole positons e vencer corridas e títulos. Fará para sempre parte da família Citroën Racing e iremos seguir com amizade todas as suas futuras aventuras. »

 

 

 

Scroll To Top