Quinta-feira , Novembro 23 2017
ÚLTIMAS
Home / BREVES / Aviões da Red Bull Air Race chegaram ao Aeroporto da Corrida
Aviões da Red Bull Air Race chegaram ao Aeroporto da Corrida

Aviões da Red Bull Air Race chegaram ao Aeroporto da Corrida

A FROTA JÁ CHEGOU AO PORTO

A frota de aviões que vai competir este fim de semana no regresso da Red Bull Air Race World Championship ao nosso país já está estacionada no Porto. Durante a tarde desta quinta-feira, 31 de agosto, os melhores pilotos do mundo recolheram assim ao Aeroporto da Corrida, situado em pleno Parque da Cidade.

Este foi o momento em que a frota passou do aeródromo de Vilar da Luz, na Maia, para o Aeroporto da Corrida – uma estrutura que foi especialmente criada para o evento no Parque da Cidade do Porto (Queimódromo).

Cerca de metade dos pilotos em competição nesta edição da Red Bull Air Race vai correr pela primeira vez sobre as águas do rio Douro. A Red Bull Air Race no Porto levanta voo no sábado (2 de setembro) com as qualificações. A ação principal das corridas está agendada para domingo (dia 3).

Kirby Chambliss parte como um dos candidatos à vitória, procurando cimentar a liderança do campeonato depois do triunfo nas duas competições anteriores, em Kazan (Rússia) e Budapeste (Hungria). O americano nunca ganhou três corridas consecutivas e espera no Porto alcançar o feito. “É uma cidade lindíssima e um local maravilhoso para se realizar uma corrida da Red Bull Air Race. A última vez que competi aqui, havia uma multidão a assistir e muito entusiasmo pela corrida estar na cidade”, salientou Chambliss.

Porém, o experiente piloto – conta com dois títulos e oito corridas ganhas – terá a forte concorrência dos seus adversários mais próximos. O japonês Yoshihide Muroya e o checo Martin Sonka estão apenas a um ponto de Chambliss, enquanto o canadiano Pete McLeod soma menos dois.

Na Challenger Class, escalão por onde passam os potenciais pilotos que querem chegar à Master Class, destaque para a primeira e única mulher, até agora, a participar na Red Bull Air Race. A francesa Mélanie Astles realça que é tratada como uma piloto e não uma mulher piloto. “Quando fui selecionada para participar na Challenger Class em 2016 senti-me no topo do mundo”, confessou. Agora quer mais: “Os sonhos podem realizar-se, se lutarmos por isso.”

Há dez anos o Porto recebia pela primeira vez este campeonato único e Steve Jones, atual diretor das corridas, foi o vencedor. “O Porto tem um percurso muito direito. Preparámos o avião para ser muito rápido em linha reta, mas não sabíamos bem como lidar com as curvas verticais. No dia da corrida, consegui voar muito bem e acho que o grande Mike Mangold foi sempre o meu maior rival”, recordou.

No fim de semana o público vai poder acompanhar toda a ação nas margens do Porto e de Gaia, em vastas áreas de acesso livre onde estarão montados ecrãs gigantes que ajudam a visualizar os melhores momentos com o apoio de comentadores especializados. Quem não tiver a oportunidade de estar presente pode acompanhar o evento através da transmissão no site www.redbullairrace.com e também na antena da SIC.

 

Scroll To Top