Sexta-feira , Maio 25 2018
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Basaúla melhor no Granho
Basaúla melhor no Granho

Basaúla melhor no Granho

Numa fase decisiva para o campeonato nacional de MX 2016, a pista do Granho recebeu pela primeira vez uma ronda elegível para o campeonato. Com 1450 metros de traçado a pista localizada bem no ‘coração’ do Ribatejo deu início à segunda metade da temporada num dia bastante quente e com corrida bastante animadas.

Sendo a quarta prova do campeonato, num calendário composto por sete paragens neste ano de 2016, o Granho marcou a entrada na segunda metade de uma época marcada por boas corridas até ao momento. Com um piso misto com terra dura e alguma areia em certas curvas a pista mostrou-se em boas condições para acolher os pilotos, não obstante algum pó impossível de anular apesar dos esforços da organização por força das temperaturas elevadas que se fizeram sentir.

Novidade no Granho foi a presença dos pilotos da Infantis A, que cumpriram aqui a sua primeira prova do ano. Oito pilotos estiveram em pista e o vencedor em ambas as mangas foi o pequeno Alexandre Costa que desta forma assumiu o comando do campeonato após este primeiro duelo. Igualmente bastante animadas foram as duas corridas de Infantis B, com os dois principais protagonistas a dividirem entre si as vitórias, sendo que na primeira manga venceu Martim Espinho seguido por Fábio Costa, trocando ambos de posição na segunda corrida do dia sendo por isso Costa o vencedor da jornada mas com o mesmo número de pontos de Espinho.

Nas classes maiores três pilotos estiveram em destaque: Hugo Basaúla, Luis Oliveira e Diogo Graça, com este último a manter a sua invencibilidade entre os Júniores ao somar mais uma vitória ao mesmo tempo que lutou pelo pódio em MX2. Nesta classe foi Luis Oliveira quem venceu a corrida depois de assinar o ‘holeshot’ após o arranque e liderando em todas as voltas. Pedro Carvalho e Diogo Graça foram os únicos com andamento para o piloto de Belas nos primeiros momentos de corrida, mas Graça caiu quando era terceiro logo na volta inicial da manga e caiu na classificação para entrar em modo de recuperação até ao final, conseguindo a segunda posição na frente de Pedro Carvalho depois deste ter igualmente sido vitima de uma queda nas derradeiras voltas da corrida. Indiferente a tudo isso Luis Oliveira assinou a primeira vitória do dia na classe, na frente de Graça e Carvalho.

Em MX1 a história na primeira corrida foi rapidamente escrita pois logo após a partida Hugo Basaúla começou a ganhar vantagem perante Sandro Peixe – quase a correr em casa nesta quarta prova do campeonato – e cedo as primeiras posições ficaram definidas, com Basaúla a liderar toda a corrida na frente de Peixe. Rui Rodrigues foi sempre o terceiro classificado ao longo de toda a manga para fechar o pódio da mesma.

A fechar o dia a manga de Elite foi claramente dominada mais uma vez por Hugo Basaúla que ainda na volta de abertura assumiu o primeiro lugar – Luis Oliveira foi quem fez o ‘holeshot’ – para não mais largar a posição. Sandro Peixe fez um mau arranque e acabou mesmo por perder para os mais rápidos de MX2 no final da corrida, pois ao ser quinto ficou atrás de Oliveira, o segundo, Pedro Carvalho e Diogo Graça, que foram respectivamente terceiro e quarto classificados.

Com estes resultados Hugo Basaúla está na frente do campeonato MX1 e Elite, com a liderança em MX2 a manter-se nas mãos de Pedro Carvalho antes da próxima ronda a realizar na igualmente pista ribatejana da Moçarria.

Classificações

Infantis A
1º Alexandre Costa – KTM com 50 pontos
2º Tomás Santos – KTM com 44
3º Martim Maria – KTM com 38
4º Rodrigo Barros – KTM com 38
5º Rafael Caetanito – KTM com 31

Campeonato
1º Alexandre Costa com 50 pontos; 2º Tomás Santos, 44; 3º Martim Maria, 38; 4º Rodrigo Barros, 38; 5º Rafael Caetanito, 31

Infantis B
1º Fábio Costa – KTM com 47 pontos
2º Martim Espinho – KTM com 47
3º Sandro Lobo – KTM com 40
4º Afonso Gomes – KTM com 34
5º Igor Amorim – KTM com 34

Campeonato
1º Martim Espinho com 139 pontos; 2º Fábio Costa, 136; 3º Sandro Lobo, 127; 4º Igor Amorim, 104; 5º Afonso Gomes, 93

MX2 Junior
1º Diogo Graça – Husqvarna com 21 voltas
2º André Sérgio – Yamaha com 21 voltas
3º Bruno Charrua – Yamaha com 20 voltas
4º Renato Silva – TM com 20 voltas
5º João Barcelos – KTM com 19 voltas

Campeonato
1º Diogo Graça, 100 pontos; 2º André Sérgio, 78; 3º Bruno Charrua, 72; 4º Renato Silva, 71; 5º João Oliveira, 60

MX2
1º Luis Oliveira – Yamaha com 50 pontos
2º Pedro Carvalho – Yamaha com 42
3º Diogo Graça – Husqvarna com 42
4º André Sérgio – Yamaha com 36
5º Bruno Charrua – Yamaha com 31

Campeonato
1º Pedro Carvalho, 181 pontos; 2º Luis Oliveira, 175; 3º Diogo Graça, 170; 4º André Sérgio, 118; 5º Ricardo Freire, 111

MX1
1º Hugo Basaúla – Kawasaki com 50 pontos
2º Sandro Peixe – Honda com 44
3º Jonathan Rodriguez – Suzuki com 38
4º Rui Rodrigues – Yamaha com 38
5º Edgar Almeida – Kawasaki com 32

Campeonato
1º Hugo Basaúla, 185 pontos; 2º Sandro Peixe, 177; 3º Rui Rodrigues, 137; 4º Jonathan Rodriguez, 133; 5º Henrique Benevides, 105

Elite
1º Hugo Basaúla – Kawasaki com 21 voltas
2º Luis Oliveira – Yamaha a 7.170s
3º Pedro Carvalho – Yamaha a 7.589s
4º Diogo Graça – Husqvarna a 42.439s
5º Sandro Peixe – Honda a 58.391s

Campeonato
1º Hugo Basaúla, 90 pontos; 2º Sandro Peixe, 80; 3º Pedro Carvalho, 69; 4º Luis Oliveira, 68; 5º Diogo Graça, 66

 

Scroll To Top