Quarta-feira , Outubro 17 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Bruno Magalhães quer contrariar dificuldades e fazer história no RVM
Bruno Magalhães quer contrariar dificuldades e fazer história no RVM

Bruno Magalhães quer contrariar dificuldades e fazer história no RVM

É o campeão em título do Rali Vinho Madeira (RVM) e ostenta quatro triunfos na prova. São números que, por si só, já fazem de Bruno Magalhães um dos principais candidatos ao triunfo na edição de 2016 da prova madeirense.

O piloto português está de regresso às estradas da pérola do Atlântico e tem mais motivos de inspiração, que o fazem querer lutar, ainda mais, pela vitória:

“Toda a gente sabe que este é o meu rali preferido e sabe da paixão que tenho por esta prova. E este ano, tenho o aliciante de poder bater um recorde histórico, que é a conquista do penta.”

Mas competir na Madeira, ainda mais nas condições em que chega este ano, não é um mar de rosas. Bruno Magalhães sabe que terá de contornar espinhos e ultrapassar vários obstáculos no caminho, até à meta.

“É o primeiro rali do ano que vou fazer e possivelmente o único, porque os patrocínios hoje são complicados e fiz um esforço enorme para vir à Madeira. Por outro lado, já não corro com um Ford há muitos anos, nos últimos 16 anos corri com um Peugeot. Portanto, terei de descobrir um carro novo, num rali que normalmente é decidido ao segundo”, confessou o piloto, consciente de que, este ano, a prova vai ser um pouco diferente do habitual:

“Devido a alguma falta de ritmo que poderei evidenciar (não corro há 10 meses) e ao desconhecimento do carro, o grande desafio é tentar estar o mais forte possível logo desde início, porque eu sei que este é um rali que, se perdermos muito tempo, na primeira ou na segunda ronda, dificilmente recuperamos.”

“Não vim cá para passear, se não, não valia a pena ter vindo”

Nos próximos dias, o tetra campeão do RVM vai tentar afinar o Ford Fiesta R5. “O meu principal objetivo é tentar colocar o carro a meu gosto, tentar adaptá-lo aos pisos da Madeira e vamos aproveitar estes testes para que eu próprio o conheça um bocadinho melhor, porque ainda tenho muitas dúvidas, a nível de afinações”, afirmou Bruno Magalhães.

São os prós e contras de Bruno Magalhães para a 57.ª edição do RVM, apresentados na primeira pessoa, sempre com um sorriso no rosto e com pensamento positivo centrado na vitória: “Vou encarar a prova com otimismo, já tenho um longo historial aqui, sei que ando depressa na Madeira, e obviamente não vim cá para passear, se não, não valia a pena ter vindo”.

Mensagem para os fãs madeirenses

“Quero agradecer a quem já me enviou inúmeras mensagens no Facebook, a dizer que gostariam muito que eu estivesse presente, e por todas as palavras de apoio que tive, antes da prova. Espero que o público apoie todos os pilotos, que se comporte como tem sido hábito e eu sei que, felizmente, tenho aqui bastantes apoiantes e esse é também um dos motivos que me faz gostar mais deste rali do que outros.”

 

Scroll To Top