Quinta-feira , Novembro 23 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Buhler estreia-se a vencer
Buhler estreia-se a vencer

Buhler estreia-se a vencer

Aos comandos da sua Yamaha 250 Sebastian Buhler conseguiu hoje em Loulé a sua primeira vitória no campeonato nacional de TT. Recém chegado do Rallye de Merzouga onde fez a sua estreia numa maratona em solo africano, o jovem piloto liderou os dois sectores selectivvos da terceira prova do nacional de TT 2016, realizada em solo algarvio e com organização a cargo do experiente Clube Automóvel do Algarve.

O primeiro líder da prova foi Gustavo Gaudêncio que depois da ausência na prova anterior realizada em Reguengos de Monsaraz foi o mais rápido nos pouco mais de nove quilómetros do prólogo que abriu a prova algarvia. O piloto ribatejano fechou o primeiro confronto na frente de Buhler, Eduardo Vieira, António Pereira e David Megre, este também vindo directamente de Marrocos para a prova. O prólogo ficou marcado por uma violenta queda de António Maio, momento que ditou mesmo o abandono do piloto que tinha ganho as duas anteriores rondas.

No segundo dia de prova, hoje realizado, Sebastian Buhler atacou forte logo no primeiro sector selectivo, com pouco mais de 118 quilómetros, e após os primeiros 22 quilómetros estava na frente da classificação seguido por Gustavo Gaudêncio e Alexandre Azinhais. Este surpreendia e na passagem pelo quilómetro 74 estava mesmo no comando da classificação, posição essa que no entanto perdeu para fechar o primeiro sector no degrau mais baixo do pódio, sendo a liderança propriedade de Buhler com apenas três segundos de vantagem para Gaudêncio.

No segundo sector do dia, com pouco mais de 82 quilómetros, Sebastian Buhler cimentou a sua vantagem e ao quilómetro 55 do curto sector de fecho da prova estava já com dois minutos e 48 segundos de vantagem para Gaudêncio ao mesmo tempo que António Pereira subia ao terceiro posto ao mesmo ritmo que Alexandre Azinhais desaparecia devido a abandono.

Os derradeiros quilómetros de prova confirmaram a primeira vitória absoluta de Buhler no nacional de TT, com Pereira a conseguir mesmo passar Gaudêncio para ser segundo e vencer na classe TT2 – Buhler venceu na TT1 –  ficando Gaudêncio no degrau mais baixo do pódio e com a vitória na categoria maior do campeonato, a TT3. Tiago Santos foi o quarto na frente de Salvador Vargas.

Nos Moto4 foi Roberto Borrego quem venceu pela terceira vez este ano, sendo igualmente pela segunda vez na temporada o mais rápido a cumprir o percurso total da prova – foi um minuto mais rápido que Buhler – deixando Arnaldo Martins no segundo posto e Fábio Ferreira no degrau mais baixo do pódio.

Nos UTV e Buggy foi João Dias a repetir a vitória de Góis, sempre com João Miranda a seu lado, terminando na frente de Ricardo Carvalho, o vencedor em Reguengos e Pedro Mendes. João Dias assumiu o comando no primeiro sector selectivo da prova, depois de Teo Viñaras ter ganho o prólogo, posição essa que o piloto de Torres Vedras reforçou ao vencer de novo no segundo sector selectivo.

Classificação final

Moto
1º Sebastian Buhler – Yamaha com 3h01m18s
2º António Pereira – Yamaha a 5m13s
3º Gustavo Gaudêncio – Honda a 6m02s
4º Tiago Santos – KTM a 7m58s
5º Salvador Vargas – KTM a 10m37s
6º David Megre – KTM a 11m56s
7º Eduardo Vieira – KTM a 11m59s
8º Frederico Fino – Yamaha a 16m20s
9º Sebastião Brion – Yamaha a 16m31s
10º Lee Green – KTM a 16m54s

Moto4
1º Roberto Borrrego – Yamaha com 3h00.16s
2º Arnaldo Martins – Suzuki a 4m16s
3º Fábio Ferreira – Yamaha a 19m19.00s
4º José Nunes – Suzuki a 24m21.00s
5º Nuno Gonçalves – Yamaha a 35m06.00s

UTV/Buggy
1º João Dias/João Miranda – Polaris com 3h07m23.00s
2º Ricardo Carvalho – Yamaha a 3m19s
3º Pedro Mendes – Polaris a 4m51s
4º Miguel Jordão – Polaris a 5m38s
5º Jorge Esperto/Marco Miguel a 5m52s
6º Bruno Martins/Eurico Adão – Rage a 9m05s
7º Carlos Miranda – Polaris a 9m21s
8º Teo Viñaras – Polaris a 10m44s
9º Paulo Delgado – Polaris a 11m05s
10º João Fernandes/Paulo Gregório – Polaris a 11m37s

 

Scroll To Top