Terça-feira , Agosto 14 2018
ÚLTIMAS
Home / BLOG / Cápsula do Tempo assinalou primeiro aniversário
Cápsula do Tempo assinalou primeiro aniversário

Cápsula do Tempo assinalou primeiro aniversário

A noção do tempo, seja passado, presente ou futuro, as recordações, a aprendizagem da humanidade, os conceitos culturais do tempo e a perspetiva cronológica da evolução do ser humano estiveram no cerne das ideias e pensamentos que Fernando Carvalho Rodrigues quis transmitir na palestra “Tempo Profundo”, que decorreu hoje na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, no âmbito do primeiro aniversário da Cápsula do Tempo Guarda 2050.

Perante uma audiência interessada de onde arrancou sorrisos e gargalhadas, o professor catedrático natural de Casal de Cinza, atual presidente da Assembleia Municipal da Guarda, salientou que a criatividade, “não é apanágio superior da qualidade humana”, mas é determinante para ver a “infinidade de futuros que estão à nossa frente”. Sobre um futuro a longo prazo, refere mesmo que “hoje sabemos a linguagem da vida e somos capazes de fazer alterações no nosso corpo para nos adaptarmos ao que vai ser o nosso futuro em 10 mil anos, que é colonizar o sistema solar”. Carvalho Rodrigues acrescenta que “A maior parte das pessoas não tem a felicidade de serem pagos para pensar nestas coisas”.

Para além da palestra, o primeiro aniversário foi marcado por outros momentos, desde logo a apresentação da chávena do Tempo do ano 2014, pela Agência para a Promoção da Guarda.

António Saraiva referiu que “a Agência quis fazer uma chávena um pouco diferente. Tem gravadas todas as entidades que estão ligadas ao testemunho e, por outro lado, se há algo que vai perpetuando o tempo, é a comunicação social, sobretudo escrita”.

A chávena de 2014 tem, assim, um pires que recorda uma folha de jornal, com alguns títulos e excertos da imprensa de há um ano atrás, e apresenta-se como uma peça de coleção imperdível e que pode ser adquirida em vários locais da cidade.

Convidados e interessados dirigiram-se, de seguida, para a envolvente da Torre de Menagem, denominada Encosta do tempo, onde o presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Constantino Rei, ajudou a rasgar, a martelo e cinzel, o ano 2014 na pedra correspondente, integrada no Passeio do Tempo, onde todos os anos nova laje será colocada, cinzelada por outras 35 personalidades até 2050.

A plantação de uma árvore – uma sequoia – rematou as comemorações do primeiro aniversário da Cápsula do Tempo, subterrada precisamente há um ano, altura em que foi plantado um cedro.

A Cápsula do Tempo Guarda 2050 foi encerrada no dia 1 de julho de 2013, na Encosta do Tempo e serviu para assinalar os 40 anos do Programa Escape Livre – o mais antigo programa de rádio sobre automobilismo – e os 65 anos da Rádio Altitude. A Cápsula integra, no seu interior, os testemunhos, as fotografias e o objetos de 40 entidades e personalidades de diversos quadrantes profissionais, além de alguns testemunhos de grupo, sobre o presente e o futuro da Guarda. A Cápsula do Tempo deverá ser desenterrada e aberta no dia 1 de julho de 2050. São parceiros neste projeto o Clube Escape Livre, a Rádio Altitude, o Instituto Politécnico da Guarda, a Agência para a Promoção da Guarda e Automóveis Citroën. Em cada ano, a organização pretende assinalar a data de 1 de julho com diferentes iniciativas e fomentar o debate sobre a região.

 

Scroll To Top