Quarta-feira , Outubro 18 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Carlos Fernandes conquista Taça FPAK de Asfalto após nova demonstração de rapidez
Carlos Fernandes conquista Taça FPAK de Asfalto após nova demonstração de rapidez

Carlos Fernandes conquista Taça FPAK de Asfalto após nova demonstração de rapidez

 

 

Carlos Fernandes e Valter Cardoso venceram a Taça de Ralis FPAK de Asfalto no decisivo Rali Casinos do Algarve, onde o piloto de Sintra teve de andar em “maximum attack” no derradeiro troço. Carlos Fernandes partiu para a última classificativa a 47 segundos do seu adversário direto.

 

Depois de ter conquistado o grande objetivo da época ao sagrar-se Campeão FPAK de Ralis, Carlos Fernandes partiu para o Algarve determinado a vencer também a Taça FPAK de Asfalto. O piloto do Mitsubishi Lancer Evo VI optou por uma estratégia de gestão, não cedendo à vontade de entrar na luta pela vitória no rali e pensando sobretudo nas contas do campeonato. Tudo estava a correr dentro do previsto até ao penúltimo troço da prova, quando 400 metros depois da partida, Carlos Fernandes e Valter Cardoso sofreram um furo que os obrigou a parar e a perder 4 minutos na classificativa.

Isto deixava a dupla do Evo VI com uma desvantagem de 47 segundos para o seu adversário direto na luta pelo título, obrigando Carlos Fernandes a entrar em modo de ataque pela primeira vez no rali. O resultado foi um tempo fabuloso nos 20 kms do troço da Fóia, levando Carlos Fernandes a ganhar 1m11s ao seu adversário e a conquistar a Taça FPAK de Asfalto. O tempo de Carlos Fernandes nessa especial – 13m33,7s – ficou a menos de 1 segundo por quilómetro de alguns modernos R5 que competem no Campeonato Nacional.

De facto, aquele furo no penúltimo troço obrigou-nos a andar no limite, tanto no nosso como no do carro. Confesso que gostava de poder andar sempre assim, só que não temos orçamento para compensar o enorme desgaste que o carro sofre nessas condições. Tínhamos a situação controlada até sermos obrigados a atacar mas vencer a Taça desta forma é ainda mais especial. Só tive pena de não poder lutar pela vitória no rali mas o objetivo principal foi cumprido”, referiu Carlos Fernandes, que ficou na segunda posição da prova algarvia, depois de ter ganho os ralis de Cerveira e Viana do Castelo para a Taça.

“É o segundo título em poucas semanas e agora vamos lutar pelo terceiro, a Taça de Ralis FPAK de Terra. Se o conseguirmos será a cereja no topo do bolo e, espero eu, o encerrar da nossa passagem por estes campeonatos. Sinto que só faz sentido continuar a correr se conseguirmos dar o passo seguinte e passar para o Nacional. O meu obrigado à equipa de assistência pelo trabalho ao longo destes anos, aos patrocinadores que continuam a confiar em nós, ao Valter, e a todos os amigos que nos apoiam. Estes títulos são para eles”, afirmou o Campeão FPAK, que continua à procura dos indispensáveis apoios para disputar o CNR em 2017.

Dentro de duas semanas, Carlos Fernandes e Valter Cardoso vão tentar chegar à apetecida “tripla” nos troços de terra do Rali de Amarante.

 

Scroll To Top