Domingo , Agosto 20 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Depois do triunfo nos Açores ARC Sport regressa ao centro do país
Depois do triunfo nos Açores ARC Sport regressa ao centro do país

Depois do triunfo nos Açores ARC Sport regressa ao centro do país

 

Depois de uma vitória muito saborosa para o ERC no Azores Airlines Rallye, com Ricardo Moura e António Costa, a ARC Sport regressa à Marinha Grande para disputar o Rali Vidreiro, prova pontuável para Campeonato Nacional de Ralis.

 

Joaquim Alves e Luís Ramalho voltam a utilizar o Ford Fiesta R5 com que alinharam nas anteriores etapas do CNR, enquanto Aloísio Monteiro e Sancho Eiró regressam ao asfalto com o novo Renault Clio R3 T. A equipa de Aguiar da Beira conta no entanto com a estreia de Paulo Caldeira, acompanhado pela sua esposa Ana Gonçalves num Mitsubishi Lancer Evo IX.

 

Para Joaquim Alves, depois de uma movimentada mas eficiente experiência nos Açores, onde analisou comportamentos do Ford Fiesta R5, e até obteve excelentes tempos, esta presença no Rali Vidreiro é mais um grande teste.

 

Este é o meu segundo rali de asfalto ao volante do Fiesta R5, portanto desejo continuar a minha adaptação ao carro. No entanto, vou tentar ter um bom ritmo e ser mais consistente ao longo de toda a prova”, afirmou Joaquim Alves.

 

Depois de um excelente aprendizagem nos troços açorianos ao volante do Clio R3, Aloísio Monteiro vai regressar ao asfalto e ao volante do seu novo Renault Clio R3 T, a pensar nos pontos para o campeonato e para o Troféu Ibérico. Com Sancho Eiró no banco do lado a confiança é palavra de ordem.

 

Vamos regressar ao Renault Clio R3 T, agora com mais quilómetros e mais alguma experiência. Vamos tentar realizar uma prova positiva, tendo em conta os pontos necessários para as duas competições em que estamos inseridos. Tendo consciência que ainda estamos num processo de evolução e adaptação ao carro, esperamos no entanto andar mais perto dos nossos principais adversários”, afirmou, confiante, Aloísio Monteiro.

 

 

 

 

Paulo Caldeira vai fazer a sua estreia numa prova do Campeonato Nacional de Ralis. Com a esposa Ana Gonçalves no banco do lado, pretende essencialmente ganhar experiência ao volante do Mitsubishi.

 

Esta é a nossa estreia no CNR, depois de ter efetuado algumas provas na região de Leiria e uma em Braga. Primeiro que tudo, vamos tentar ganhar experiência, pois é o mais importante. Depois iremos avaliar como decorreu esta prova e tentar estar presentes em mais ralis do CNR em 2016”, disse Paulo Caldeira, que estará aos comandos de um Mitsubishi Lancer Evo IX que pertenceu a Ricardo Moura.

 

Para a ARC Sport esta é mais uma prova importante para a adaptação dos seus pilotos aos respetivos carros que tripulam. Augusto Ramiro confia, uma vez mais, no profissionalismo e dedicação de todos os elementos da sua equipa.

 

Esperamos que qualquer um dos nossos pilotos consiga atingir os seus objetivos nesta prova de asfalto. Pelo nosso lado estamos confiantes, que cada um deles se adapte cada vez mais à condução dos seus carros, sabendo que podem sempre contar com o esforço e empenho de toda a equipa”, reforçou Augusto Ramiro.

 

Na próxima 6ª feira o Rali Vidreiro – Centro de Portugal conta com duas passagens pelo troço do Farol (17h00 e 19h00) e a Super Especial da Marinha Grande, agendada para as 21h00. Para sábado, o dia mais competitivo do rali, estão agendados seis troços ao cronómetro, com dupla passagem por Caranguejeira, Espite/Matas e São Pedro.

 

 

 

 

 

Scroll To Top