Sexta-feira , Novembro 24 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Dia dificil com Tanak na liderança por terras alemãs (por Ricardo Nascimento)
Dia dificil com Tanak na liderança por terras alemãs (por Ricardo Nascimento)

Dia dificil com Tanak na liderança por terras alemãs (por Ricardo Nascimento)

O primeiro dia do Rally Deutschland foi muito competitivo, com seis pilotos a vencerem especiais e por quatro vezes, houve alterações na liderança.

Na super especial citadina disputada ontem, Jan Kopecký acabou por ser o piloto mais rápido, batendo todos os world rally cars em competição com uma viatura R5. Kris Meeke não evitou um separador de betão colocado de forma estranha, batendo com a roda direita dianteira e ficar sem direção. O britânico voltou a atrasar-se no inicio de mais um rally, levando uma penalização de 10 minutos por não ter completado a super especial.

Dani Sordo começou o dia de forma excelente ao vencer o primeiro troço a sério e passar para a liderança, mas duas especiais mais tarde e depois de ter baixado à sexta posição, o espanhol saiu de estrada, deixando o carro a cerca de 40 metros do asfalto num terreno inclinado.

Ott Tänak foi o terceiro líder diferente, na terceira especial disputada, mas perdeu-a logo na seguinte para Andreas Mikkelsen. O norueguês lutou arduamente com o estónio durante todo o dia, mas Tänak regressou à liderança na sétima especial, terminando o dia com 5,7s de vantagem para Mikkelsen.

Sébastien Ogier começou o dia com uma ligeira saída de estrada, recuperou para terceiro e fez pressão a Mikkelsen e a Tänak, mas o francês perdeu cerca de 20 segundos com um pião no derradeiro troço, baixando uma posição a 30,6s de Tänak.

Thierry Neuville subiu para terceiro no inicio da manhã, mas cometeu alguns erros a partir daí, caindo para sétimo e demorar algum tempo a melhorar. No entanto, viria a beneficiar do tempo perdido por Loeb e terminar o dia em terceiro com 2,4s de vantagem para o francês.

Elfyn Evans esteve regular até chegar a chuva à tarde e começar a perder alguns segundos. Apesar de duas especiais menos boas, o britânico está na quinta posição e ficou sem a pressão de Esapekka Lappi que acabou por bater num muro e ficar parado na penúltima especial.

Craig Breen sofreu duas saídas de estrada e alguns piões, fazendo-o perder uma posição para Juho Hänninen no final do dia, com 9,8s de diferença entre o finlandês da Toyota e o irlandês da Citroën.

Jari-Matti Latvala chegou a rodar em quinto, próximo dos primeiros lugares, mas uma falha no motor no final da manhã, fez com que o finlandês perdesse quase 1 minuto e meio, baixando várias posições.

Hayden Paddon esteve sempre no final do top 10, acabando por perder ainda mais tempo com o pneu dianteiro direito furado.

Jan Kopecký perdeu a liderança do rally no inicio da manhã, mas não a do WRC2, onde dominou durante toda a etapa, sendo já o décimo da classificação geral, com 5,8s de vantagem para Pontus Tidemand, 19,6s para Eric Camilli e 28,8s para Teemu Suninen.
VENCEDORES DE TROÇOS:
Jan Kopecký (1); Dani Sordo (1); Ott Tänak (3); Andreas Mikkelsen (1); Thierry Neuville (1); Jari-Matti Latvala (1)
LÍDERES DO RALLY:
Jan Kopecký (SS1); Dani Sordo (SS2); Ott Tänak (SS3); Andreas Mikkelsen (SS4 a 6): Ott Tänak (SS7 a 8)
RICARDO NASCIMENTO (http://web-rally.blogspot.pt)

 

Scroll To Top