Quarta-feira , Agosto 23 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Dias lidera contra o “Sr. Dakar”
Dias lidera contra o “Sr. Dakar”

Dias lidera contra o “Sr. Dakar”

Com o título nacional decidido desde a ronda anterior a prova dos UTV e Buggy não será por isso menos animada. Com a presença de Stéphane Peterhansel aos comandos de um competitivo Yamaha YXZ 1000R a motivação será maior para os pilotos nacionais que, liderados por João Dias, comandante do campeonato e já com o título nas suas mãos, irão tentar bater a estrela francesa. João Dias não terá qualquer pressão sobre si para vencer aquela que é para muitos a prova mais importante prova do calendário e que pela nona vez é válida para o campeonato nacional. Dias venceu em 2015 e é dessa forma o comandante da sempre rápida esquadra portuguesa que vai estar em prova, numa lista de inscritos onde mais pilotos demonstraram já ao longo do ano potencial para vencer neste campeonato.

Entre aqueles que procuram a glória e o champanhe desta 30ª edição da Baja de Portalegre estarão igualmente Ricardo Carvalho – que este ano se estreou no campeonato e lutou mesmo pelo ceptro com João Dias – e Bruno Martins, este certamente moralizado pela sua primeira vitória em absoluto no campeonato nacional conseguida na ronda anterior realizada nas pistas alentejanas do Gavião no decorrer do raide da Ferraria. O lote de pontenciais candidatos não fica fechado com estes nomes, antes pelo contrário. As prestações conseguidas ao longo do ano por Miguel Jordão, Pedro Mendes, Teo Viñaras, Rui Serpa ou Vitor Santos colocam-nos na lista de potenciais vencedores, não esquecendo igualmente Nuno Tavares, o vencedor em 2013 que está mais uma vez na Baja de Portalegre para tentar a segunda vitória, algo até ao momento conseguido apenas por Jorge Monteiro que foi o vencedor na categoria nos anos de 2011 e 2009.

Em termos de campeonato existem ainda posições por definir entre os primeiros da tabela, com Pedro Mendes, que este ano já foi por cinco vezes terceiro classificado, a procurar os pontos necessários para ser vice-campeão nacional na frente de Ricardo Carvalho. Rui Serpa, Bruno Martins, Carlos Miranda e Miguel Jordão discutem o quarto posto do campeonato separados por apenas dois pontos, mas a dezena que os separa de Ricardo Carvalho leva-os a pensar igualmente no terceiro posto deste CNTT 2016, o que torna a corrida ainda mais ‘aberta’ com todos os duelos que estão ainda por concluir.

 

Scroll To Top