Quarta-feira , Setembro 19 2018
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Diogo Ferrão vence no Le Mans Classic
Diogo Ferrão vence no Le Mans Classic

Diogo Ferrão vence no Le Mans Classic

Durante o Le Mans Classic, disputado no Circuito das 24 Horas, disputado nos passados dias 07/08 de Julho, Diogo Ferrão venceu a sua prova ao volante do Ford GT40 ex-Carlos Gaspar. O piloto português conseguiu a vitória após disputar as 3 corridas que compunham o evento, alcançando uma vitórias e dois segundos lugares. A vitória final, obtida pelo somatório dos resultados, premeia não só a velocidade, mas também a regularidade ao longo das 3 horas de prova.

O também homem forte da Race Ready, organizadora entre outras do Iberian Historic Endurance e do Estoril Classic, já tinha alcançado a pole-position nos treinos, mas uma penalização por “track limits” atirara o GT40 Português para a 5ª posição.

A primeira corrida, que foi transmitida também pela Motorsport TV para todo o mundo, foi um espetáculo bastante interessante, com 6 GT40 candidatos à vitória a lutarem ao milésimo pela melhor posição. Diogo Ferrão foi recuperando lugares até alcançar a primeira posição, após penalização da equipa Inglesa constituída por 2 “profissionais” do Historic Racing Cottingham/Twyman, ficando Shaun Lynn, o vencedor da última edição, como terceiro classificado.

A corrida noturna, sempre muito esperada por todos, devido ao fascínio próprio das 24 Horas de Le Mans, acabou por ser ganha pelo holandês David Hart, com Diogo Ferrão a obter a segunda posição e Cottingham / Twyman, agora em terceiros.

A última corrida, disputada domingo, sob forte calor, teve como vencedores a dupla Cottingham / Twyman, secundados por Diogo Ferrão e Shaun Lynn. No entanto, a vitória da “Scuderia Bear” foi apenas suficiente para chegar ao terceiro lugar no somatório final, com o veterano e múltiplo participantes nas 24 Horas de Le Mans Shaun Lynn a ficar em segundo e o português Diogo Ferrão a alcançar a vitória final.

Ferrão declarou: “Não podia estar mais feliz. Já procurávamos esta vitória há algumas edições. Tendo já conseguido no passado mostrar rapidez, mas por diversos infortúnios ficámos sempre fora da luta.

Entretanto, neste fim de semana, tivemos a oportunidade de participar noutras corridas. Estas corridas, apesar do seu resultado desportivo não ter   impacto na nossa vitória, foram muito gratificantes. Estou muito satisfeito por ter sido convidado a partilhar um Frazer Nash de 1952 e um Osca 1600 Zagato de 1961, conseguindo terminar todas corridas em todos os plateaux, que era o objectivo da equipa.

O Le Mans Classic voltará a realizar-se em 2020, novamente no circuito das 24 Horas de Le Mans.

 

Scroll To Top