Sábado , Novembro 25 2017
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Domingo animado em Portimão
Domingo animado em Portimão

Domingo animado em Portimão

O Campeonato Nacional de Velocidade Turismos, TCR Portugal e o Troféu Ibérico de Vleocidade, TCR Ibérico, terminaram este fim-de-semana em Portimão. O título que ainda faltava encontrar, o Ibérico, foi vencido por Francisco Abreu (VW Golf GTi TCR), que podia comemorar ainda no Sábado, depois de vencer duas corridas e de Francisco Mora ter ficado fora das contas, devido a um toque que danificava o Seat Leon TCR.

Disse o vencedor do TCR Ibérico

“Foi o título que conseguimos ganhar este ano, fomos vencedores do TCR Ibérico e vice campeões do TCR Portugal. É um resultado que dá um alento à equipa e todo o trabalho que fizemos ao longo do ano, a equipa merecia isto. Estivemos fortíssimos, o carro esteve impecável, fizemos a volta mais rápida em todas as corridas e em todos os treinos.”

francisco abreu podio

 

4ª corrida

O Campeonato Nacional de Velocidade Turismos – TCR Portugal fechou com chave de ouro. A quarta e última corrida deste fim-de-semana e da época, foi imprópria para cardíacos. Edgar Florindo (Seat Leon TCR) venceu a corrida em que os cinco primeiros terminaram separados por três segundos.  Francisco Abreu (VW Golf GTi TCR) e Manuel Gião (Seat Leon TCR) completaram o pódium.

João Sousa (Seat Leon MKII) foi o homem dos TCR 2, dominando a corrida de fio-a-pavio. A oposição foi protagonizada por Nuno Santos (VW Golf) e Armando Parente (Honda Civic), que terminou a corrida em ritmo mais lento. Nuno Santos, desistiu na última volta, devido a uma falha de combustível.

portimao 4 abreu florindo giao Edgar Florindo (Seat Leon TCR), Francisco Abreu (VW Golf GTi TCR), Manuel Gião (Seat Leon TCR)

portimao 4 florindo abreu Edgar Florindo (Seat Leon TCR) e Francisco Abreu (VW Golf GTi TCR)

portimao 4 largada Corrida 4

portimao 4 sousa lavadinho João Sousa (Seat Leon MKII), 1º Lugar do TCR 2

Volta a volta

Partida: Patrick Cunha (Audo RS3 LMS) arrancou da pole-position mas partiu mal e logo de seguida Edgar Florindo (Seat Leon TCR) assumia a liderança. Patrick Cunha teve uma atravessadela e baixou para quinto.

2ª volta: Edgar Florindo estava em primeiro. Manuel Gião (Seat Leon TCR) era segundo e Francisco Abreu (VW Golf GTi TCR) tinha ganho duas posições e rodava no terceiro posto. Abreu assinou também o melhor tempo de volta, com 1m 54, 929s.

3ª volta: Patrick Cunha era pressionado por João Carvalho (Saet Leon    que tentava subir para o quarto lugar.

4ª volta: Francisco Abreu passou Manuel Gião.

5ª volta: Edgar Florindo, Francisco Abreu e Manuel Gião, rodam por esta ordem separados por 1,3 segundos. Um segundo depois apareciam Patrick Cunha e João Carvalho, que criava um segundo oco de atenção na corrida. Nos TCR 2 João Sousa (Seat Leon MKII) estava m primeiro.

6ª volta: No gancho (curva 5) Francisco Abreu tentava passar por fora mas Edgar Florindo “aguentava” bem a pressão. Manuel Gião estava completamente “colado”. Conclusão da volta, sete decimas separavam os três primeiros.

7ª volta: Patrick Cunha a ganhou tempo ao grupo da frente e “encostou-se” ao grupo da frente. Nos TCR2 a ordem era: João Sousa, Nuno Santos (VW Golf) e Armando Parente (Honda Civic)

8ª volta: Os cinco primeiros estavam separados por três segundos.

9ª volta: Manuel Gião ganhou uma posição a Francisco Abreu, que baixou para terceiro. Logo de seguida o piloto Madeirense recuperou o segundo posto, por troca com Manuel Gião.

10ª volta: Edgar Florindo cortou a meta com Francisco Abreu colado 164 milésimas. Manuel  Gião foi terceiro a 1,9 segundos, Patrick Cunha cortava a meta dois segundo depois, com João Carvalho, “colado” a três décimas. Nos TCR 2 João Sousa venceu, Armando Parente terminou em segundo e Nuno Santos teve que abandonar, devido a falta de combustível, mesmo assim classificou-se na terceira posição dos TCR 2.

Disse o vencedor – Edgar Florindo

“Quando começamos o campeonato não imaginávamos como poderia ser o final. É pena que não podemos ser competitivos logo desde o início, mas faz parte do desporto automóvel. Há equipas que estão à frente de outras, nós todos fizemos uma aprendizagem, eu próprio também evolui muito como piloto e também muito graças à equipa. A equipa acabou por evoluir e acabamos o campeonato nas duas últimas corridas com oito pódios para mim e duas vitórias, quatro segundos e dois terceiros lugares, acho que é muito bom.”

“Esta foi a corrida mais espetacular do campeonato. Fico feliz por ter sido protagonista e ter ganho a corrida mais animada do ano, foi uma luta fortíssima desde o arranque.”

portimao 4 podio Pódium da Corrida 4

3ª corrida

Antes ainda de arrancar, já Francisco Abreu (VW Golf GTi TCR) podia comemorar a vitória no TCR Ibérico, pois Francisco Mora não tinha o Seat Leon TCR em condições de alinhar, depois do acidente de ontem (Sábado).

Rafael Lobato (Audi RS3 LMS) venceu a corrida a corrida, que teve emoção desde o primeiro ao último minuto. Três comandantes distintos, ultrapassagens e trocas de líder fizeram parte do cardápio da prova, que só se decidiu quase com a meta à vista, após Francisco Abreu ter recebido uma penalização (Drive Thru), devido a um toque numa ultrapassagem a Rafael Lobato.

O segundo posto foi igualmente muito disputado e só após muita discussão é que José Cautela (Seat Leon TCR) pôde “descansar”. Edgar Florindo conquistou o mais baixo do pódium.

Nos TCR 2 a luta foi igualmente interessante e Aramando Parente (Honda Civic) foi quem subiu ao mais alto do pódium.

portimao tcr largada Arranque da corrida 3

portimao tcr corrida 3 lobato abreu Rafael Lobato e Franscisco Abreu

Volta a volta

Partida: Francisco Abreu (VW Golf GTi TCR) arrancou na frente. Ricardo Leitão (Seat Leon DSG TCR) passava por dentro no gancho e assumia o comando. Rafael Lobato (Audi RS3 LMS) estava também nesta luta passava Abreu e alcançava o comando ainda na primeira volta.

2ª volta: Rafael Lobato na frente, seguido por Francisco Abreu e Ricardo Leitão.

3ª volta: Abreu rodava a duas décimas de Lobato. Ricardo Leitão estava quase a seis segundos e tinha José Cautela (Seat Leon TCR) a meio segundo.

4ª volta: Abreu colocou-se por dentro na travagem para o gancho (curva 5) e não conseguiu evitar toque em Rafael Lobato. O Audi atravessou-se e Lobato perdeu o primeiro lugar. O terceiro posto continuava a ser muito discutido por José Cautela (Seat Leon TCR), Ricardo Leitão e Edgar Florindo (Seat Leon TCR).

5ª volta: Florindo ultrapassou Ricardo Leitão. Nos TCR2 André Lavadinho (Seat Leon MKII) era primeiro, seguido por Armando Parente (Honda Civic) e Simplício Taveira (VW Golf), respectivamente.

7ª volta: Francisco Abreu fez melhor volta em 1m 55, 259s. Armando Parente passou para primeiro dos TCR2. André Lavadinho era agora pressionado por Simplício Taveira

8ª volta: Francisco Abreu dilatou para cerca de dois segundos de vantagem sobre Rafael Lobato. José Cautela era terceiro, com o posto bastante seguro, pois tinha um vantagem considerável sobre Edgar Florindo, que era muito pressionado por Ricardo Leitão

9ª volta: Francisco Abreu cumpriu um “Drive Thru”. Rafael Lobato passou para primeiro, seguido por Cautela e Florindo.

10ª volta (final):  Rafael Lobato venceu, com uma vantagem de 6,943s sobre José Cautela, que por sua vez tinha 2,4 segundos de vantagem sobre Edgar Florindo. Ricardo Leitão foi 4º, terminando à frente de Francisco Abreu, que após a penalização, baixou para o quinto posto. Armando Parente venceu os TCR2, à frente de André Lavadinho e Simplício Taveira, respectivamente.

Disse o vencedor – Rafael Lobato

“Foi uma corrida complicada, comecei mal, fiz um mau arranque. No início estava em terceiro lugar, mas pouco depois passei para a liderança. No início estava ligeiramente mais lento que o Francisco Abreu e andei a defender, ainda fizemos duas voltas praticamente lado a lado. Foi uma grande corrida, depois houve um ligeiro toque no gancho interior, quando ele passa para a liderança e pouco depois ele é penalizado por um drive truth, não sei se foi disso, não consegui perceber porquê. Passei para a liderança novamente. Depois foi gerir a corrida até ao fim e também poupar os pneus para o Patrick Cunha que irá participar na corrida quatro.”

portimao tcr podio corrida 3 Pódio do TCR corrida 3

 

Scroll To Top