Sábado , Dezembro 16 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Dominio abismal de Kajetanowicz na Aústria (por Carlos da Silva)
Dominio abismal de Kajetanowicz na Aústria (por Carlos da Silva)

Dominio abismal de Kajetanowicz na Aústria (por Carlos da Silva)

 

São quase quatro minutos a vantagem que o piloto polaco Kajetan Kajetanowicz em Ford Fiesta R5 tem já de vantagem sobre o segundo classificado, na prova de abertura do Campeonato Europeu de Ralis! Com tamanha diferença, que tem tanto de rara como que de inesperada, teríamos de folhear e muito no historial das provas pontuáveis para um Campeonato FIA para encontrar-mos algo semelhante ao assistido hoje na Áustria, que em abono da verdade foi muito “produtiva” em termos de incidências. Craig Breen um dos candidatos a vitória, logo na primeira especial da prova tem uma ligeira saída de estrada, ficando o Peugeot 208 T16 da Peugeot Rally Academy atascado na neve, e sem qualquer possibilidade de regressar ao percurso. Na sua estreia neste tipo de piso,o campeão júnior em título Stephane Lefebvre em Citroen DS3 R5, perdeu no total quase oito minutos com uma saída de estrada e para retirar alguma neve que ficou alojada na zona do radiador no primeiro troço, encontrando-se a mais de 14 minutos da liderança. Alexey Lukyanuk (Ford Fiesta R5) foi regulamente o segundo piloto mais rápido mas perdeu mais de 5 minutos e meio no primeiro troço com um sobreaquecimento do motor, devido à neve que se alojou no radiador, estando a pouco mais de um minuto do ultimo lugar do pódio. Com todas estas adversidades e pelo facto de ter vencido categoricamente todos os 10 troços que componham o primeiro dia, a prova está praticamente já “condenada” a um grande vazio no que diz respeito a luta pela primazia na classificação. Robert Consani com um Peugeot 207 S2000 da Delta Rally – a montada mais antiga entre os seus pares, tem feito uma prova muito positiva, apenas beliscada com um furo ocorrido na penúltima especial, ocupando sem qualquer tipo de pressão a segunda posição, com mais de dois minutos e meio sobre Jaromir Tarabus. O piloto da Republica Checa tem rodado regularmente entre os quatro mais rápidos, ficando a meio do dia sem a pressão do local Hermann Neubauer Racing, que foi obrigado a desistir após um toque ter provocado falta de pressão e fuga de óleo do motor do seu Ford Fiesta S2000.
Na Produção o austríaco Martin Fischerlehner (5.º da geral) em Mitsubishi Lancer Evo IX é o indiscutível líder e o melhor entre os pilotos não prioritários. Na ERC 3 a liderança cabe ao polaco Slawomir Ogryzek em Peugeot 208 R2, que por diversas vezes efectuou cronos dentro do top 10 diante de vários carros dotados de quatro rodas motrizes… Quanto a Renato Pita/Hugo Magalhães (Peugeot 208 R2) ocupam a 5.ª posição na ERC 3, tendo ambos perdido algum tempo no primeiro troço devido a um conjunto de piões.

Classificação geral, após o 1.º dia:

1 Kajetanowicz K. / Baran Jarosław 1H42:13.6
Ford Fiesta R5
2 Consani Robert / Vilmot Maxime 00:03:52.5
Peugeot 207 S2000
3 Tarabus J. / Trunkát Daniel 00:06:29.4
Škoda Fabia S2000
4 Lukyanuk Alexey / Chervonenko Y. 00:07:35.5
Ford Fiesta R5
5 Fischerlehner M. / Unterweger T. 00:13:42.5
Mitsubishi Lancer Evo IX
6 Lefebvre S. / Prévot S. 00:14:02.4
Citroën DS3 R5
– Raoux J. / Escartefigue T. 00:16:10.9
Ford Fiesta R5
8 Štajf Vojtěch / Rajnoha F. 00:17:20.8
Subaru Impreza STI
9 Hirschi J. / Landais Vincent 00:18:05.4
Peugeot 208 T16
10 Tlusťák A. / Kučera L. 00:19:17.0
Škoda Fabia S2000
11 Botka Dávid / Mihalik Péter 00:19:20.8
Mitsubishi Lancer Evo IX
12 Ogryzek S. / Wróbel Jakub 00:20:18.1
Peugeot 208 R2 …
18 Renato Pita / Hugo Magalhães 00:34:31.6
Peugeot 208 R2

Photo credits : (C) Marcin Snopkowski

 

Scroll To Top