Segunda-feira , Junho 18 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Duelo interessante na Corsega (por Paulo Homem-ralisonline)
Duelo interessante na Corsega (por Paulo Homem-ralisonline)

Duelo interessante na Corsega (por Paulo Homem-ralisonline)

Foi hoje para a estrada a 57ª edição do mítico Tour de Corse, com os seus troços muito exigentes para os pneus e travões, devido à sinuosidade na maioria das especiais. Esapekka Lappi acabou por garantir o título, depois de Sepp Wiegand ter tido um acidente nos testes que resultou num incêndio, no seu Skoda que o impossibilitou de participar.

Dois franceses e dois Ford Fiesta RRC dominaram o primeiro dia do Tour de Corse. Stéphane Sarrazin venceu o troço de abertura, perdeu a liderança para Bryan Bouffier no terceiro troço mas, depois recuperou a primeira posição no seguinte, mantendo-se no primeiro lugar até ao fim do dia, apesar de um susto com uma vaca que atravessou a estrada.

Bryan Bouffier foi quem venceu mais troços mas, quando saiu da assistência na liderança, o francês perdeu 17s com um pneu furado logo no inicio da segunda secção, baixou para segundo mas recuperou tempo, terminando o dia só a 1,7s de Sarrazin.

Craig Breen começou em quinto, subiu à terceira posição no segundo troço mas, depois baixou para sétimo com problemas de transmissão. A situação ficou resolvida à saída da assistência mas, logo no troço seguinte, os mesmos problemas voltaram e Breen já não chegou ao quinto troço.

O já campeão Esapekka Lappi, começou o rally com tempos algo modestos mas, à tarde começou a fazer melhor, recuperou até à terceira posição e depois bateu no derradeiro troço do dia, terminando desta forma a sua temporada.

Kevin Abbring foi o primeiro a passar pela terceira posição no primeiro troço que era menos sinuoso. No segundo, o holandês viu que não tinha o melhor setup para as muitas curvas e no terceiro perdeu quase 20s com um pião numa zona suja. À tarde, Abbring acertou com as afinações, fez melhores tempos começou a pressionar Lappi, acabando o finlandês por sair de estrada e Abbring terminou o dia na terceira posição a 38,3s de Sarrazin.

Eric Camilli subiu à quinta posição no segundo troço, mostrando o seu valor entre os melhores do europeu, ao volante de um Peugeot 207 S2000 que ainda deu alguns problemas de escape e falta de potência no derradeiro troço. O francês foi muito regular e após o abandono de Lappi, conseguiu acabar o dia na quarta posição a 32,7s de Abbring.

Julien Maurin começou bem no primeiro troço mas, no seguinte, o francês perdeu mais de 1 minuto com um pneu furado, caiu para fora do top 10 mas recuperou até à quinta posição, apesar de ter voltado a furar no derradeiro troço do dia e perder mais 50s. Não fossem os dois minutos perdido, o francês também poderia estar envolvido na luta pela vitória.

François Delecour não conseguiu estar presente com o Porsche mas, Romain Dumas alinhou com o seu novo 911 GT3 4.0 que estreou no Rallye de France e quase venceu a primeira e a quarta especial por ser um troço mais rápido e menos sinuoso. No restantes troços, tal como os que se vão disputar amanhã, não são favoráveis ao Porsche mas, mesmo assim, Dumas conseguiu subir a sexta posição, depois dos abandonos de Breen, Lappi e de Robert Consani que também saiu de estrada no último troço.

Nos troços mais sinuosos, Bruno Magalhães perdeu cerca de 40s por troço mas, segundo o piloto português, hoje serviu para apurar as melhores afinações para o dia de amanhã e vai tentar alcançar o Porsche de Dumas que tem uma vantagem de 31,8s para Magalhães.

Jaromír Tarabus esteve sempre atrás de Bruno Magalhães mas, o português conseguiu distanciar-se do checo que perdeu cerca de 50s por troço (nos que eram mais sinuosos) mas, também superiorizou-se sempre a Jean-Mathieu Leandri que se queixou dos travões do Fiesta R5 esta manhã.

Pierre Antoine Guglielmi está mais uma vez imbatível na Córsega, na luta pelas duas rodas motrizes. O piloto local foi mais rápido do que vários pilotos com carros muito superiores e neste momento, está isolado na décima posição.

Keith Cronin está a substituir Mak Higgins neste rally no novo Subaru, com um desvantagem superior a 1m30s para Guglielmi. O irlandês terminou o dia na décima primeira posição, na liderança da Production Cup, com apenas 7,5s de vantagem para Andrea Crugnola no pequeno Peugeot 208 R2 que lidera o JWRC.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Stéphane Sarrazin (2); Bryan Bouffier (4)

LÍDERES DO RALLY:
Stéphane Sarrazin (SS1 a 2); Bryan Bouffier (SS3); Stéphane Sarrazin (SS4 a 6)

PRINCIPAIS ABANDONOS:
6 Kajetan Kajetanowicz / Jaroslaw Baran (POL) Ford Fiesta R5 (transmissão na SS2)
1 Craig Breen / Scott Martin (IRLGBR) Peugeot 208 T16 (transmissão na SS4)
4 Esapekka Lappi / Janne Ferm (FIN) Skoda Fabia S2000 (acidente na SS6)
8 Robert Consani / Maxime Vilmot (FRA) Peugeot 207 S2000 (acidente na SS6)

corsehaclass14

 

Scroll To Top