Sábado , Novembro 25 2017
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Exame concluído para Nuno Santos em Portimão
Exame concluído para Nuno Santos em Portimão

Exame concluído para Nuno Santos em Portimão

Piloto correu no CNVT e preparou o Super Seven by Kia

Quase um ano depois da última experiência ao volante do Volkswagen Golf TCR2 da Martins Speed, Nuno Santos voltou ao modelo germânico. Desta vez, correu no Autódromo Internacional do Algarve, nas corridas do campeonato nacional de velocidade de turismos. Das quatro provas realizadas em dois dias, o piloto fez duas, a primeira e a quarta. Ontem terminou em segundo da classe e hoje esteve perto de repetir o feito, mas teve de encostar na última volta sem combustível no carro.

 

“Este fim-de-semana foi interessante. Em primeiro lugar, voltei a pilotar um automóvel com características completamente diferentes do Super Seven com que participo no Super Seven by Kia. Em segundo lugar, aproveitei a experiência para fazer mais quilómetros de competição e, em particular, andar num circuito onde vou fazer a próxima jornada do troféu em que corro. Não vim para o Algarve com objectivos de resultados. Estava preocupado, apenas, em tirar partido de um fim-de-semana de competição e isso foi alcançado, mesmo com alguns percalços”, afirmou Nuno Santos.

A experiência do ano passado ao volante do Volkswagen Golf TCR2 em Braga era para repetir. Nuno Santos queria voltar a guiar este modelo que pontua na segunda categoria do TCR e a oportunidade surgiu na derradeira jornada do campeonato nacional. Sem qualquer teste prévio, o piloto voltou a sentir as sensações de pilotar um carro de turismo apenas nos treinos cronometrados, já em Portimão.

A qualificação foi um momento muito positivo do fim-de-semana. Apesar das diferenças entre os diferentes carros do TCR2 nesta jornada, Nuno Santos conseguiu rodar muito próximo do Leon que obteve a pole-position. “A sessão correu muito bem. Não vale a pena, sequer, comparar com a concorrência, porque as realidades são completamente distintas”, explicou.

Nas corridas, Nuno Santos terminou a primeira em segundo. A derradeira contenda do fim-de-semana não foi concluída. “Na corrida inaugural aconteceu tudo dentro do previsto. Apesar do período de safety-car, consegui impor um ritmo regular e relembrar a pista onde vou correr no próximo fim-de-semana com o R300 do Super Seven by Kia. Na segunda, voltei a fazer isso. Tentei, também, extrair um pouco mais do Volkswagen Golf, mas, infelizmente, não terminei porque fiquei sem gasolina no depósito”, lamentou o piloto.

Concluída a participação na última jornada do CNVT, Nuno Santos vai regressar ao Algarve já no próximo fim-de-semana, onde vai participar na terceira jornada do Super Seven by Kia. O vencedor deste troféu em 2014 volta aos comandos do R300 que habitualmente partilha com Hugo Araújo.

 

Scroll To Top