Domingo , Julho 22 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Finalmente a vitória de Pedro Antunes
Finalmente a vitória de Pedro Antunes

Finalmente a vitória de Pedro Antunes

 

Depois de ter comandado nas duas primeiras provas do Challenge DS3 R1 foi mesmo na terceira tentativa que Pedro Antunes, acompanhado de Alexandre Rodrigues, venceu, desta feita no Rali Vidreiro.

 

Três provas e três vencedores diferentes. É este o registo até ao momento do Challenge DS3 R1 de 2016, depois da disputa do Rali Vidreiro que consagrou a dupla Pedro Antunes / Alexandre Rodrigues como vencedores, após dois dias de competição nos quais ocorreram muitas incidências.

Hugo Lopes / Pedro Vaz foram os primeiros líderes, posição que perderam para Pedro Antunes / Alexandre Rodrigues na 3ª especial, depois de Ricardo Sousa / Carlos Silva terem vencido a super-especial, apesar do atraso que já tinham acumulado devido a uma falsa partida e a uma ligeira saída de estrada.

No segundo dia de competição Pedro Antunes não deu hipóteses a ninguém somando cinco vitórias em troços consecutivamente, para gerir o andamento no derradeiro troço no qual Ricardo Sousa regressou às vitórias em troços.

Curiosamente a derradeira especial viria a ser de sorte para Ricardo Sousa, que ascendeu ao segundo lugar, quando Gonçalo Inácio / Rui Raimundo furaram um pneu, perdendo um segundo lugar certo depois de um excelente rali em que foram consolidando essa posição que viriam a perder no derradeiro troço.

No quarto lugar ficou Diogo Soares / Luís Rodrigues, vencedores em Monchique, que estavam a lutar pelo pódio, quando viram um problema na caixa “roubar-lhes” 18 minutos na 5ª especial de classificação.

Entretanto Hugo Lopes ficava fora de prova quando capotou o seu carro na 4ª especial, mas também André Rodrigues / Eurico Adão e André Oliveira / Sérgio Rocha que tiveram problemas de transmissão nos seus Citroen DS3.

Finalmente!!! À terceira foi de vez, acabaram-se os azares das provas anteriores. Já merecíamos este vitória num rali que nos correu muito bem no qual não tivemos quaisquer problemas de maior. No final, para evitar problemas gerimos um pouco mais, mas mantivemo-nos sempre concentrados e agora temos mais três finais para vencer”, comentava no final Pedro Antunes, depois desta vitória.

Ricardo Sousa volta a somar mais um segundo lugar, num rali em que admite que “já tínhamos a lição bem estudada, apesar de termos começado mal o rali, com uma penalização e uma ligeira saída de estrada. Não perdemos a calma e no segundo dia fomos aumentando o ritmo, mas a certa altura começamos a gerir, pois poderíamos voltar ao comando isolados do Challenge. Ainda beneficiamos do azar do Gonçalo Inácio, com o furo no último troço, para subir mais uma posição que nos permite consolidar a liderança no Challenge”.

No lugar mais baixo do pódio ficou Gonçalo Inácio, que estava irritado com o furo no último troço que lhe retirou um segundo lugar: “são azares a mais e não existe maneira de terminarem. O furo retirou-nos o segundo lugar com que constávamos depois do que fizemos no segundo dia de prova”.

No entender de Vitor Calisto, responsável pelo Challenge, o Rali Vidreiro “teve todos os condimentos de uma grande prova , com emoção e incerteza sempre até ao final. Em três provas existiram até agora três vencedores diferentes, pelo que o Challenge está relançado para a segunda fase da temporada”.

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL RALI VIDREIRO

1º Pedro Antunes / Alexandre Rodrigues 1h11m23,6s
2º Ricardo Sousa / Carlos Silva a 53,9s
3º Gonçalo Inácio / Rui Raimundo a 6m03,s
4º Diogo Soares / Luís Rodrigues a 19m37,2s

DESISTIRAM

Hugo Lopes / Pedro Vaz – Despiste
André Oliveira / Sérgio Rocha – Transmissão
André Rodrigues / Eurico Adão – Transmissão

 

CLASSIFICAÇÃO 2016 CHALLENGE DS3 R1 (3/6)

1º Ricardo Sousa, 65 Pontos
2º Diogo Soares, 57
3º Gonçalo Inácio, 34,5
4º Pedro Antunes, 26
5º André Rodrigues 17,5
6º Hugo Lopes, 16
7º André Oliveira 13,5
 

 

Scroll To Top