Sábado , Agosto 18 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Ford a um passo de regressar oficialmente e com Ogier….
Ford a um passo de regressar oficialmente e com Ogier….

Ford a um passo de regressar oficialmente e com Ogier….

 

Toda a estrutura da M-Sport demora em anunciar em que moldes e com que line-up de pilotos irão competir no próximo Campeonato do Mundo de Ralis. Embora a Ford tenha tirado o apoio da fábrica no WRC em 2012, eles não cortaram as relações com a M-Sport e as mais recentes movimentações da Ford Performance poderão indiciar que o rumo a seguir é o WRC. O apoio da Castrol – como manjor sponsor, que se poderá juntar à Red Bull e naturalmente ao “cachet” do próprio fabricante de automóveis parece ser cada vez mais real e a confirmação destas três mais valias (Ford /Castrol/Red Bull) estará por dias?

Sebastien Ogier que deu uma “nega” à Citroen e diz ter 99% da certeza do que irá fazer na próxima temporada, impasse esse que já dura desde o Rali da Catalunha, tem em cima da mesa um contrato por dois anos com mais um de opção. No entanto este impasse na sua decisão poderá – segundo alguns rumores dever-se ao seu eterno co-piloto. Consta que Julien Ingrassia ficou bastante abalado com os dois acidentes sofridos na Finlândia (nos testes e durante a prova) e o Rali da Austrália poderá ter sido a sua ultima prova no Mundial. Para o seu lugar comenta-se à “boca pequena” que poderá ser o seu compatriota Benjamin Veillas, habitual co-piloto de Eric Camilli e que se consagrou vice-campeão mundial na WRC-2…

Numa entrevista concedida ao jornal irishexaminer, Gerard Quinn o chefe da Ford Performance Europe, diz que tem sido fundamental as negociações no regresso oficial da Ford ao WRC e de manter Sebastien Ogier na M-Sport: “Sim, estou envolvido nas negociações para assinar com o Seb para 2018 e anos seguintes. Estou otimista quanto a um resultado positivo. Embora a Ford tenha tirado o apoio da fábrica do WRC em 2012, eles não cortaram as relações com a M-Sport. Essa temporada (2012) WRC foi difícil. A partir da metade dessa temporada, eu sabia que não haveria a participação da Ford World Rally Team na temporada de WRC 2013. Tive que de trabalhar arduamente para manter a equipa motivada para lutar pelo que seria a nossa última temporada com o apoio oficial. Manter notícias sobre a nossa retirada foi extremamente difícil, pois conhecia as devastadoras consequências que iríamos ter. A região europeia estava passando por uma grande crise financeira que teve um grande impacto na indústria automóvel. Foi uma decisão difícil, mas a certa para cessar a nossa participação no WRC considerando os difíceis desafios financeiros para nossa empresa. Grande parte da equipa que eu tinha dentro da Ford para gerir os destinos no automobilismo foi redistribuída. Eu continuei com recursos limitados, mas mesmo assim mantive um envolvimento contínuo nos rallys, rallycross, monolugares e nos nossos projetos com o Ken Block. Em 2015, iniciei o trabalho com a M-Sport sobre o desenvolvimento do atual Fiesta WRC. O meu papel foi fundamental na construção de um business case convincente para a Ford aumentar seu investimento e financiar totalmente o desenvolvimento do novo Fiesta WRC17 “.

 

CARLOS DA SILVA

 

Scroll To Top