Domingo , Outubro 22 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Ford Fiesta Ecoboost vai estrear nova transmissão em Castelo Branco
Ford Fiesta Ecoboost vai estrear  nova transmissão em Castelo Branco

Ford Fiesta Ecoboost vai estrear nova transmissão em Castelo Branco

 

A participação da dupla Filipe Carvalho/Cláudio Gouveia com o Ford Fiesta Ecoboost do projeto i-drive, promovido pela Q&F, no Rali Vinho da Madeira terminou de forma prematura, ao desistir, devido a problemas na caixa de velocidades, logo no início da segunda etapa, naquele que seria o primeiro grande teste ao carro estreado na prova anterior do Campeonato (Rali Vidreiro).

“Foi um verdadeiro balde de água fria… A dificuldade em engrenar as velocidades começaram pouco depois dos primeiros quilómetros da primeira classificativa deste sábado. Consegui terminá-la e estava na expetativa de chegar ao parque de assistência, para solucionar o problema, mas na ligação a situação complicou-se e vi-me forçado a desistir. Esta experiência soube a pouco, pois gostava de ter concluído a prova, já que o objetivo era fazer um teste completo ao Fiesta Ecoboost, mas são coisas que acontecem nos ralis. De qualquer modo, fiquei bem impressionado com o comportamento do Fiesta e não tenho dúvidas de que, quando forem ultrapassados os problemas da caixa de velocidades, ainda vai surpreender muita gente…”, palavras do jovem piloto madeirense.

Em relação ao futuro do Ford Fiesta Ecoboost, está prevista a utilização de uma nova caixa de velocidades para o Rali de Castelo Branco, última prova da temporada, na terceira participação de 2014, como refere Mário Quintaneiro, responsável da Q&F, empresa promotora do projeto i-drive.

“Apesar das novas peças introduzidas na caixa de velocidades do Ford Fiesta Ecoboost para este Rali Vinho da Madeira, com o objetivo de aumentar a sua fiabilidade, constatámos que são necessárias novas soluções, para adequá-la à potência e ao binário do motor. Vamos analisar a situação com a Ford, procurando uma solução a nível interno, mas que também poderá passar pelo recurso a uma transmissão sequencial”.

 

Scroll To Top