Domingo , Julho 23 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Góis Moto Clube sofre em jornada exigente
Góis Moto Clube sofre em jornada exigente

Góis Moto Clube sofre em jornada exigente

Com organização a cargo da experiente Escuderia de Castelo Branco, este fim-de-semana decorreu entre os concelhos da Sertã, Proença-a-Nova e Oleiros, a sétima edição da Baja TT do Pinhal. A prova beirã que contara com mais de 100 equipas presentes ficou marcada pelas temperaturas elevadas e o muito pó ao longo de dois dias de competição – sexta-feira com um prólogo de 9,57km’s, seguido de um primeiro setor seletivo de 31,44km’s que ligou as vilas de Proença-a-Nova e Sertã. Já no dia de sábado os pilotos cumpriram um troço de 136,91km’s cronometrados, que ligou Oleiros, Proença-a-Nova e Sertã, seguido do derradeiro setor seletivo de 160,04km’s com início e fim na Sertã.

Entre os participantes presentes, o Góis Moto Clube contava com os já habituais José Ricardo Carvalho (13) – GasGas – classe TT1 e Luís Pimenta (213) – Suzuki – classe Quad.

Nas duas rodas, José Ricardo Carvalho garantiu a 18ª posição no prólogo inicial, tendo subido ao 14º lugar após o primeiro dia de competição. Já no segundo dia, diversos problemas mecânicos, levaram o piloto do GMC à desistência. No final, comentou: “Depois de ter falhado as duas últimas jornadas do TT, regressei este fim-de-semana. Ataquei forte no prólogo e no primeiro sector, o que me valeu uma boa classificação no primeiro dia. Já no segundo, as coisas não correram da melhor forma. Diversos problemas mecânicos obrigaram-me a abandonar quando ia para SS3. Triste com esta situação, mas as corridas são mesmo assim. Aproveito para agradecer a toda a equipa e patrocinadores”.

Luís Pimenta não teve a sorte do seu lado, sendo também ele forçado ao abandono, quando lutava por um lugar no pódio geral e a vitória na classe Quad Promoção. O piloto NAU acabaria por perder uma roda do seu quad no segundo dia de competição, quando rodava de uma forma bastante rápida e consistente. “Mesmo sem andar desde a Ferraria, estava a sentir-me bastante bem…Ganhei confiança e estava perto da liderança da classe. Este segundo dia foi madrasto comigo pois não merecia o abandono. Era impossível continuar em prova, no entanto tenho plena consciência da boa prestação até então. Obrigado a todos os patrocinadores, assistência, mas em especial ao Góis Moto Clube” concluiu bastante desgostoso, Pimenta.

Após cumprida esta jornada, o Nacional de TT regressa agora a 8 e 9 de Setembro para a Baja TT Idanha-a-Nova. De destacar que esta será a penúltima jornada do Campeonato 2017, com término uma vez mais na mítica Baja Portalegre 500.
Fotos: FTFph Media

 

Scroll To Top