Sábado , Outubro 21 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Herlander Trindade vence rali cheio de emoção
Herlander Trindade vence rali cheio de emoção

Herlander Trindade vence rali cheio de emoção

 

 

Herlander Trindade, em Subaru Impreza, e Fernando Teotónio, em Mitsubishi Lancer EVO VII, foram os grandes animadores do IV Rali Fim de Ano, organizado pela Escuderia Castelo Branco (ECB).

A vitória à geral acabou por sorrir à equipa do Subaru (Herlander Trindade/Palmira Martins), que travou uma intensa luta com a dupla do Mitsubishi (Fernando Teotónio/Luís Morgadinho).

Depois de ter vencido as duas classificativas da parte da manhã, Herlander Trindade, partiu para a segunda secção com vantagem sobre Fernando Teotónio que, nos troços da primeira secção não acertou na escolha dos pneus, ficando na segunda posição à geral. “Partimos com pneus demasiado rijos”, afirma Fernando Teotónio, acrescentando que “não tivemos hipótese de testar o carro, que há oito dias estava parado e, além disso, venho de um acidente muito forte, o que implica sempre alguns traumas e falta de ritmo”.

Voltando à questão da escolha de pneus, realça que “no primeiro troço, ao primeiro quilómetro, faço um tête e tive muita dificuldade em voltar à estrada e no segundo troço caio no mesmo erro e volto a fazer um tête”, concluindo que “quando chego ao fim do troço vejo que os pneus estavam completamente frios. Não funcionavam, simplesmente”.

Por isso, continua, “optamos por mudar de pneus, embora com um handicap que é a jante 17, que não em tanta velocidade e o carro não sai tão bem. Retificamos essa parte dos pneus, ganhei um bocadinho mais de confiança e ganhamos os troços, recuperando vinte e poucos segundos, o que para nós foi bom”, rematando que a segunda posição na prova “é um bom resultado”.

Apesar desta recuperação da equipa do Mitsubishi, Herlander Trindade, que nos dois troços da tarde ficou em segundo lugar, em ambos, subiu ao lugar mais alto do pódio, pelo que faz “um balanço muito bom da prova” e destaca que “gostei muito do percurso. Acho que está um bocadinho muito rápido, mas não se tornou perigoso”.

O piloto do Subaru sublinha ainda que o Rali teve “muita segurança. A Escuderia teve preocupação e está de parabéns, pelo que acho que vai ser um bom Rali de Castelo Branco para o Nacional”, sendo que recordar que os troços utilizados no Rali Fim de Ano serão também percorridos na prova de dias 23 e 24 de abril.

Na opinião de Herlander Trindade este rali foi um ensaio para o Rali de Castelo Branco” e refere que “acho que também foi o intuito da Escuderia ver se corria tudo bem e correu. Penso que da melhor forma”.

Para o diretor da prova, Luís Dias, o Rali “correu maravilhosamente bem. Tivemos uma boa afluência de concorrentes, quer da terra, quer de fora e penso que o balanço é super positivo”, até porque, realça “não temos nenhum acidente a relatar, o que é salutar em provas deste género”.

Luís Dias afirma que “estamos todos de parabéns, porque o Rali foi um fecho de temporada no início do ano, que foi gratificante”, avançando ainda que “a equipa da Escuderia, mais uma vez, se portou à altura que estamos habituados, com um rali incólume, sem falhas”.

Em relação às classificativas, o diretor de prova, revela que “o feedback dos participantes é muito positivo”, para avançar que “o primeiro troço (S. Domingos) tem uma parte rápida, mas também tem uma parte muito técnica e de condução na segunda metade”. Quanto o segundo troço (Fonte Longa), que “também foi do agrado geral dos participantes”, revela que no Rali de Castelo Branco “será mais comprido, uma vez que vai começar dois ou três quilómetros antes, para terminar no mesmo sítio”.

Luís Dias acrescenta ainda que o Rali Fim de Ano “foi um teste para o Rali de Castelo Branco, até para as equipas que estiveram nos troços, nomeadamente as de segurança”, porque esta é sempre uma das áreas a que a Escuderia dá uma atenção especial.

 

Classificações

 

Geral:

1º Herlander Trindade/Palmira Martins (Subaru Impreza), que venceram também a Categoria 5 e o Clube do Peixe Challenge.

2º Fernando Teotónio/Luís Morgadinho (Mitsubishi Lancer EVO VII)

3º Pedro Gaspar/Fabrice Gaspar (BMW 325 iX), que venceram também a Categoria 4.

 

Categoria 1: 1º – Veiga Lopes/Mário Feio (Ford Cortina GT)

 

Categoria 2: 1º – Marco Afonso/Nelson Martins (Datsun 1200)

 

Categoria 3: 1º – António Magalhães/Rosário Magalhães (VW Golf GTI)

 

Scroll To Top