Segunda-feira , Julho 16 2018
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Ivo Lopes brilhou na constelação do FIM CEV
Ivo Lopes brilhou na constelação do FIM CEV

Ivo Lopes brilhou na constelação do FIM CEV

 

Em dia de corridas no arranque do FIM CEV 2018 a primeira reservada ao campeonato Moto2 revestiu-se de sentimento especial para os portugueses pois ao assinar uma vitória histórica Ivo Lopes fez ouvir o hino nacional no Circuito do Estoril, este fim‑de‑semana local de acolhimento da constelação que irá nos próximos anos discutir vitórias no campeonato MotoGP.

Aos comandos da Yamaha R6 com que vai enfrentar o campeonato espanhol em 2018 o piloto da Amadora arrasou por completo a melhor equipada concorrência ao liderar as 18 voltas da primeira corrida da classe, batendo com autoridade os pilotos das Moto2, motos mais leves e fáceis de utilizar pois são verdadeiros protótipos de competição. Nunca antes alguém tinha conseguido vencer com uma Superstock no confronto directo com as Moto2, cabendo a Ivo Lopes a queda desse mito ao terminar a corrida com quase seis segundos de vantagem face a pilotos com experiência no campeonato do mundo de Moto2 como Jesko Raffin, que foi mesmo o vencedor da segunda corrida da classe, onde Ivo Lopes foi desta feita o sexto depois de forte marcação imposta pela concorrência que já não se deixou surpreender.

Em pista estiveram igualmente os pilotos da European Talent Cup, infelizmente sem a presença nas corridas de Kiko Maria e PEdro Fragoso, com este a participar ainda no ‘warm-up’ matinal pois era um dos pilotos de reserva e apenas poderia alinhar entre os 44 pilotos da grelha caso algum dos seus colegas de pista se lesionasse, o que não aconteceu. Ficaram de fora os dois mais jovens lusos em prova com as duas corridas desta competição destinadas a jovens com idade entre os 14 e os 17 anos a ficarem nas mãos do belga Barry Baltus e Julián Giral. Nas moto3, com cariz de campeonato do mundo Junior, foi Manuel Pagliano, piloto que já participou em prova do campeonato do mundo, que levou a Honda com as cores da Leopard ao degrau mais alto do pódio.

Motor Clube do Estoril recebe elogios 
Com cerca de uma centena de quedas no decorrer do fim‑de‑semana e muitas outras ao longo dos dois dias de testes privados que antecederam a realização da prova – que por isso mesmo não foram contabilizadas – foi intenso o trabalho por parte dos comissários do Motor Clube do Estoril ao longo dos quatro dias em que o competitivo FIM CEV assentou arraiais no Circuito do Estoril.

No final de quatro intensos dias os elogios fizeram-se ouvir aos responsáveis do Motorclube do Estoril, que abriu a temporada 2018 do FIM CEV no traçado junto a Cascais, confirmando as suas qualidades como organizador de provas de importância maior do motociclismo de velocidade. Os comissários e todos os elementos do MCE foram referenciados como exemplares e bastante profissionais, acima da média em qualquer parte do globo. Além de Ivo Lopes também o MCE venceu em condições por vezes complicadas.

 

Scroll To Top