Domingo , Setembro 24 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / João Costa com prova muito dificil nos Açores
João Costa com prova muito dificil nos Açores

João Costa com prova muito dificil nos Açores

 

O Azores Airlines Rallye é conhecido já como uma das melhores provas do Campeonato da Europa de Ralis, mas também uma das mais exigentes para pilotos e máquinas.
O piloto de Fafe João Costa teve a oportunidade de comprovar isto mesmo a alinhar na 51ª edição da prova a cargo do Grupo Desportivo Comercial que foi ainda pontuável para o Campeonato Nacional de Ralis.
O piloto navegado por Paulo Marques alinhou na prova com um novo carro, um C2 R2 Max, fazendo o primeiro contacto com o mesmo no decorrer do Shakedonw. As ambições para a prova passavam por terminar e somar o máximo de pontos para o campeonato, nesta que foi a sua estreia na prova com palco em S. Miguel.
Mas nem tudo foram rosas e a equipa teve três dias de prova bem intensos. O primeiro dia acabou por correr bem com o piloto a rodar regular e a fazer uma boa adaptação ao seu novo C2 R2. No segundo dia, a primeira passagem pelas Sete Cidades acabou por ser madrasta para a equipa, já que uma saída, seguido de algumas cambalhotas deixou o C2 R2 algo mal tratado. A equipa não baixou os braços e meteu mãos à obra, e com a grande colaboração de muitas pessoas conseguiram deixar o Citroen pronto a tempo de retomar a prova em Super Rally para a última etapa. Como um azar nunca vem só, neste mesmo dia, o piloto ao regressar ao parque de assistência sofreu um acidente de viação, sendo abalroado por um outro condutor, com o piloto a ser obrigado a ir ao hospital, recebendo já madrugada dentro alta e desta forma e com muita força de vontade retomar a sua prova.
Estando ainda algo debilitado, o piloto cumpriu esta última exigente etapa do rali focado em levar o C2 até ao pódio final, rodando num ritmo regular sem exageros. Ainda assim não evitaram um furo na primeira especial da tarde, mas cumprindo o seu grande objetivo, terminando o rali e desta forma subir ao pódio final. Após as 16 provas especiais de classificação e passados mais de 600 quilómetros, João Costa e Paulo Marques foram os 8º no Campeonato Nacional de Ralis 2 Rodas Motrizes e 4º entre os concorrentes dos RC4.
“Foi a minha estreia nos Açores, pelo que tudo foi novidade para mim. A prova é bastante exigente, mas a beleza das especiais de classificação são fantásticas!
A prova estava a correr bem, o carro impecável, até que tivemos uma saída de estrada que nos deixou o C2 algo danificado. Tivemos para desistir, mas fizemos o tudo por tudo para reparar o carro e com grande ajuda de muitas pessoas, conseguimos deixar o C2 como novo e retomar a prova em super rali. Desde já um enorme agradecimento ao Tiago Mota, Marco Medeiros, Tomás Pires, Ruben Santos, Emílio Santos, Telmo Santos, Ruben Moura, Tomás Pires, Carlos Andrade, José Carlos Pimentel, Marco Soares, Tomás Vultão, Ferrando Fonseca, Rafael Botelho, Rui Raimundo, Alberto Souto Barreiros, Tiago Inácio, Rodrigo Inácio, Guilherme Inácio, a toda a minha equipa e aos adeptos desta modalidade que nos ajudaram, pois foram incansáveis! Felizmente conseguimos concluir a ultima etapa e depois de vários percalços, o conseguir subir ao pódio final foi como uma vitória, uma sensação única mesmo”, concluiu o piloto de Fafe.
João Costa e Paulo Marques prosseguem com o Rallye Vidreiro.

 

Scroll To Top