Sexta-feira , Agosto 18 2017
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / João Ramos e Victor Jesus terminam no pódio na prova da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno 2015
João Ramos e Victor Jesus terminam no pódio na prova da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno 2015

João Ramos e Victor Jesus terminam no pódio na prova da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno 2015

 

A dupla, João Ramos e Victor Jesus aos comandos da Toyota Hilux terminou a Baja Portalegre 500, prova integrada na Taça do Mundo de Todo-o-Terreno 2015 na 3ª posição de geral, 2º no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

Na última prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2015, João Ramos e Victor Jesus imprimiram um ritmo rápido desde os primeiros quilómetros. No prólogo, (1ºSS – setor seletivo) a dupla averbou o 3º tempo mais rápido tendo subido uma posição logo no início do 2ºSS, terminando o primeiro dia de prova na 2ª posição.

Impondo a eficácia e performance da Toyota Hilux, João Ramos manteve o 2º posto até que um percalço e um furo, fizeram com que o piloto de Gaia caísse para a 5ª posição. No final do 3º SS o piloto foi penalizado com 2:00 o que colocou na 8ªposição da geral. Com apenas um setor seletivo para recuperar, composto por cerca de 200 quilómetros, João Ramos impos um ritmo fortíssimo resultando na subida de 5 posições na classificação geral, terminando no pódio.

“Foi uma prova difícil, atribulada, mas estou satisfeito com o resultado dado os episódios que enfrentei! O traçado era interessante com algumas secções bastante exigentes. Foram 440 km cronometrados em que imprimi um ritmo forte, com alguns percalços e, para piorar, tive uma penalização entre o 3ºSS e 4ºSS, quando estava no parque fechado. Por segurança, resolvi tocar nas fixações do guarda-lamas traseiro para garantir que não se ia soltar, tendo o próprio comissário do parque confirmado essa situação, contudo, foi considerado uma assistência indevida por parte do colégio de comissários FIA e sendo penalizado 2 minutos; enfim… tendo em conta todas estas situações fico satisfeito de ter conseguido subir ao pódio.”.

O piloto de Gaia ainda fez o balanço da temporada 2015, “Foi uma época bastante competitiva em que a sorte não esteve do nosso lado e, na qual sofremos alguns episódios estranhos e decisivos para a luta do campeonato. Em que, com o último episodio  na Baja TT Idanha-a-Nova, a qual venci no terreno foi-me imposta uma penalização (algo inconclusiva), afastando-me da luta pelo título. Agora resta-me centrar atenções na preparação da próxima época!”.  

 

Scroll To Top