Terça-feira , Abril 24 2018
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Jornada complicada para a Veloso Motorsport
Jornada complicada para a Veloso Motorsport

Jornada complicada para a Veloso Motorsport

Ao contrário do que tem sido habitual, a Veloso Motorsport terminou este fim-de-semana sem garantir qualquer triunfo nas frentes em que esteve envolvida, o Campeonato Nacional de Velocidade e o Challenge Desafio Único, no Autódromo Internacional do Algarve e a SEAT Leon Eurocup, na pista de Spa-Francorchamps. Este facto por si só reflecte o estado de espírito da equipa, que habituada a vencer, não pode desta feita fazer um balanço positivo destes três últimos dias.

 

Ainda assim e em condições normais, o triunfo na segunda corrida do CNV, disputada este Domingo no Algarve, teria sido conseguido pela dupla Carlos Vieira/Pedro Salvador, que seguiam na frente da corrida quando lhes foi atribuída uma incrível penalização, devido a um alegado erro de uns enormes “quatro décimos de segundo” no tempo de paragem nas boxes!

 

Com isto, a equipa do bonito Tatuus PY12 preparado e assistido pela Veloso Motorsport, caiu para o terceiro lugar final. Na primeira corrida do fim-de-semana, disputada no Sábado, a segunda posição na linha de meta foi o resultado obtido pelos dois candidatos ao título, que saíram da pole para liderar a prova, sendo que um erro primeiro de Vieira e depois de Salvador ditou a classificação final conseguida.

 

Os jovens irmãos Eugénio e Sérgio Montez, tiveram desta feita um fim-de-semana isento de problemas, com os pilotos do Norma M20FC a optarem por uma toada mais defensiva, de forma a garantirem preciosos pontos para o campeonato. Ao sexto posto conseguido na corrida de Sábado, juntou-se este Domingo um sétimo lugar final.

 

No Challenge Desafio Único, Tiago e Hugo Mesquita estiveram em muito nível, conseguindo um terceiro e um quinto lugar nas duas corridas da categoria FEUP 3, disputadas no magnífico circuito de Portimão. A jovem dupla do Alfa Romeo 156 que faz em 2014 a sua primeira época nos automóveis, esteve sempre entre os homens da frente, consolidando com resultados de relevo o rápido andamento evidenciado.

 

Em Spa-Francorchamps, onde este fim-de-semana se disputou mais uma jornada dupla da SEAT Leon Eurocup, José Monroy foi 12º na corrida de Sábado e 11º na de Domingo, resultados possíveis de obter, num dos mais competitivos troféus monomarca da actualidade.

 

Carlos Vieira: “Ontem tínhamos tudo para ganhar, saímos da pole e lideramos a prova até uma desconcentração minha, que me levou a cometer um erro. Depois entreguei o carro ao Pedro, que terminou a corrida na segunda posição. A corrida deste Domingo ficou condicionada pela penalização que sofremos, o que já só deu para terminar na terceira posição final. Vamos com tudo para a última prova do ano no Estoril, onde temos de vencer as duas corridas para podermos chegar ao título e é isso que vamos tentar fazer.”

 

Pedro Salvador: “Infelizmente não conseguimos concretizar os objectivos que traçamos para esta prova. Pelo que mostramos aqui no Algarve, os resultados das duas corridas poderiam e deveriam ter sido outros, mas por algum azar, no Sábado, e uma penalização, este Domingo, não foi possível chegar aos triunfos que ambicionamos. Ontem a culpa foi nossa, mas hoje e depois e uma boa partida, onde passei de terceiro para primeiro, veio a penalização e nada mais havia a fazer no que diz respeito à vitória. Está no entanto tudo em aberto e o título será decidido no Estoril, onde se disputa a última jornada do ano. Vamos motivados e queremos muito vencer as corridas e chegar ao título.“

 

Eugénio Montez: “Foi um fim-de-semana positivo para nós aqui no Algarve. Não andamos ao nível que queríamos é certo, mas estamos a evoluir no que diz respeito a consistência de corrida e isso é algo que só se adquire com experiência e muito treino. Os resultados acabam por não ser o mais relevante nesta fase do campeonato, se bem que tudo fazemos para ir à luta e andar junto dos carros da frente. Vamos continuar a treinar e tentar rodar com o Norma no Estoril, palco da próxima prova, a última do campeonato deste ano.”

 

Sérgio Montez: “Estou um pouco desiludido com o que conseguimos fazer aqui em Portimão. Esperava mais dos nossos tempos, já que treinamos aqui e estamos cada vez mais habituados ao Norma. No entanto não foi possível fazer melhor, pelo que vamos continuar a lutar para evoluir e tentar num futuro próximo lutar de igual para igual com os da frente. Temos de corrigir alguns detalhes na nossa condução, para acompanhar a boa performance do carro e chegar aos lugares de pódio, que julgo estão ao nosso alcance.

 

Hugo Mesquita: “Saímos do Algarve com a sensação do dever cumprido, num fim-de-semana muito bom para nós. Tivemos uma excelente estreia neste circuito, que não é fácil. O terceiro lugar na primeira corrida, disputada no Sábado, foi o resultado de um bom trabalho de todos, já que para além de não termos tido qualquer tipo de problemas com o carro, estivemos sempre na luta pelos lugares cimeiros. A segunda corrida (disputada no Domingo) correu menos bem, com um toque a deixar o carro com alguns problemas ao nível da parte eléctrica ou de alimentação de gasolina, já que o carro começou a desligar-se duas a três vezes por volta, o que fez com que as últimas voltas tenham sido frustrantes, não dando para segurar melhor que o quinto lugar final.

 

O Campeonato Nacional de Velocidade regressa agora no primeiro fim-de-semana de Outubro, com a realização da última e decisiva jornada do ano, no Autódromo do Estoril.

 

 

 

 

Texto| RaceSpirit.com / Fotos | Nuno Organista

 

Scroll To Top