Quarta-feira , Agosto 22 2018
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / JOSÉ CERQUEIRA EM BOM PLANO NA RAMPA DA COVILHÃ
JOSÉ CERQUEIRA EM BOM PLANO NA RAMPA DA COVILHÃ

JOSÉ CERQUEIRA EM BOM PLANO NA RAMPA DA COVILHÃ

Depois de desistência na rampa da Falperra, José Francisco procurava acima de tudo terminar bem classificado e pontuar na Covilhã.

Como desconhecia por completo o traçado o piloto de Amarante tirou o dia de sexta-feira para reconhecer a rampa como nos confirmou: “ Na realidade apenas tinha assistido como expectador à rampa nos anos 80 ainda o saudoso António Barros (Pai) corria no Porsche Aurora, por isso a única coisa que me recordava era que a estrada subia muito mas não tinha ideia nenhuma do desenho das curvas da rampa“.

 

No sábado nas duas subidas de treinos, José Francisco  faz respectivamente 3.43.161 e 3.32.143, correspondendo ao 22ª e 21ª lugar à geral, tudo isto debaixo de difíceis condições atmosféricas, que provocaram muitas dificuldades com a chuva e o piso muito escorregadio. Por isso antes da primeira subida de prova dizia-nos “não está nada fácil segurar o carro, mas tenho esperança que nas subidas de provas vou melhorar os meus tempos “.

 

A verdade é que na 1ª subida de prova José Francisco não conseguiu melhor do que 3.35.324, mas não foi isso que desmotivou o piloto, pois no dia a seguir logo na segunda subida de prova faria  um excelente tempo de 3.26.570, para na derradeira subida fazer ainda melhor com 3.20.733.

 

No final, depois de ter estacionado o seu Seat Leon no parque fechado, disse:

“os objetivos que eu tinha concretizaram-se em parte, pois no warm-up de hoje de manhã vi logo que o carro estava bom, e isso logicamente que me motivou e me deu confiança para as duas subidas oficiais que estavam em falta.

Só que a incerteza do tempo com aguaceiros constantes levou-me a fazer uma escolha de pneus errada, tendo feito a primeira subida de prova com pneus de chuva quando a pista estava praticamente seca o que prejudicou muito o meu andamento face aos meus adversários diretos que fizeram a escolha certa.

Na ultima subida já fiz a subida com pneus próprios para piso seco, e o tempo melhorou bastante.

Creio que ainda falta encontrar a afinação correcta para o Seat Leon poder melhorar ainda mais a sua rapidez.

Acho que quando o conseguirmos, vou subir na classificação geral.

Dá muito gozo guiar este carro e sinto-me evoluir favoravelmente em cada subida que faço!

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL CATEGORIA

 

1º Luis Nunes – Seat Leon

2º Joaquim Teixeira – Renault Mégane Trophy

3º Ricardo Gomes – Seat Leon Copa

4º Francisco Marrão – Seat Leon

5º JOSÉ FRANCISCO – SEAT LEON

 

 

Scroll To Top