Segunda-feira , Dezembro 11 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Kajetanowicz vence no Chipre (por Ricardo Nascimento)
Kajetanowicz vence no Chipre (por Ricardo Nascimento)

Kajetanowicz vence no Chipre (por Ricardo Nascimento)

O segundo e derradeiro dia do Cyprus Rally foi palco de grande luta pela vitória que durou até à última especial de classificação, em pisos muito degradados e complicados

Kajetan Kajetanowicz  e Nasser Al-Attiyah começaram o dia separados por 13,2s com o polaco a vencer o primeiro troço e Al-Attiyah a perder mais de 20 segundos com um pneu furado. A partir da segunda especial, o piloto do Qatar venceu as restantes especiais do dia, chegou à primeira posição no penúltimo troço e acabou mesmo por vencer o rally com 7 segundos de vantagem para Kajetanowicz.

O piloto polaco deu um toque numa pedra que o fez ficar com problemas na direção assistida e perder mais de 14 segundos para Al-Attiyah. Após o susto, Kajto começou a focar-se no seu principal objetivo que era ser o melhor entre os pilotos do ERC, onde obteve pontuação máxima e dilatou a vantagem no campeonato para Breen, estando agora a um pequeno passo de obter o seu primeiro título no ERC.

Bruno Magalhães queixou-se de muito pó no interior do carro e do aquecimento do motor, perdeu o terceiro lugar para Abdulaziz Al-Kuwari, mas nas contas do europeu, a dupla portuguesa conseguiu um brilhante segundo lugar que o permitiu subir à quinta posição do campeonato a 11 pontos de Consani.

Acompanhado por Lara Vanneste neste evento, Robert Consani subiu à quinta posição na primeira especial do dia (3º no ERC), distanciou-se de Tarabus, mas ainda apanhou um susto perto do final quando furou um pneu.

Alexey Lukyanuk voltou a ter vários problemas no Fiesta R5 desde a barra estabilizadora, um pneu furado, falhas no motor e ainda partiu um amortecedor no final. Mesmo assim, o piloto russo recuperou até à sétima posição absoluta e foi quinto no ERC, aproximando-se um pouco de Craig Breen no campeonato.

David Botka acabou por vencer no ERC2, com uma vantagem de 25,5s para Christos Demosthenous que foi o melhor piloto local.

Antonin Tlust’ák fechou o top 10 em termos absolutos, mas foi oitavo entre os pilotos do ERC e Dominikas Butvilas regressou no segundo dia, onde foi o mais rápido entre os piloto do ERC2. Não fosse a saída de estrada ontem devido a uma falha nos travões, o lituano poderia ter tido uma palavra a dizer no resultado final.

dia 2
FONTE:http://web-rally.blogspot.pt/

 

 

Scroll To Top