Terça-feira , Novembro 20 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Kris Meeke, Craig Breen e Khalid Al Qassimi preparam-se para um Rali da Finlândia a alta velocidade
Kris Meeke, Craig Breen e Khalid Al Qassimi preparam-se para um Rali da Finlândia a alta velocidade

Kris Meeke, Craig Breen e Khalid Al Qassimi preparam-se para um Rali da Finlândia a alta velocidade

 

 

Para aquela que é a última prova antes das férias de verão, o Abu Dhabi Total World Rally Team inscreveu três carros para o Rali da Finlândia. Tal como na Suécia, as três duplas serão formadas por Kris Meeke/Paul Nagle, Craig Breen/Scott Martin e Khalid Al Qassimi/Chris Patterson. Todos estão ansiosos por participar nesta prova ultra-rápida, com um ambiente único, continuando a ser um dos maiores desafios do Campeonato do Mundo.

 

 

Ainda conhecido mundialmente como «Rali dos 1.000 Lagos», o Rali da Finlândia é uma das provas mais emblemáticas do WRC. A mística remonta à era dos Grupo B, quando os carros voavam nos famosos saltos que caracterizavam o percurso da prova, largando labaredas dos escapes em pleno voo! Trinta anos depois, a magia continua presente, com centenas de milhares de espetadores ao longo do percurso a aplaudir os melhores pilotos do mundo.

 

Registando velocidades médias da ordem dos 120 km/h, o percurso do Rali da Finlândia exige toda a atenção e a máxima precisão de condução. A abordagem à maioria das curvas e saltos é feita de forma praticamente cega, não havendo margem para erros nas notas ditadas pelos navegadores. Mesmo após concluir uma especial isenta de erros, as diferenças entre pilotos são ínfimas, tornando este rali numa dura prova de nervos ao longo dos seus três dias.

 

Depois da vitória no Rali de Portugal, todas as atenções recaem sobre Kris Meeke e Paul Nagle. Ausente na Sardenha e na Polónia, esta dupla tem fortes e justificadas ambições neste seu regresso ao WRC. Também aqui o seu objetivo será fazer valer a sua experiência e aperfeiçoar o seu contra-ataque, com a temporada de 2017 em vista. Nas oito participações que já conta no Rali da Finlândia, o melhor resultado obtido pelo piloto britânico foi um 3º lugar em 2014.

 

Tendo terminado o Rali da Suécia na 8ª posição e o da Polónia em 7º, Craig Breen e Scott Martin continuarão o seu programa com o Abu Dhabi Total WRT. Desta vez, poderão valer-se da sua experiência recentemente adquirida num rali de estrutura relativamente parecida. Totalizando já seis presenças na Finlândia, Breen poderá também contar com o profundo conhecimento que tem desta prova.

 

Também Khalid Al Qassimi e Chris Patterson estão de volta depois do Rali de Portugal. O piloto de Abu Dhabi também conta, também ele, com seis presenças na Finlândia, tendo como melhor resultado o 9º lugar obtido em 2009.

 

O QUE ELES DISSERAM

 

Kris Meeke (#7): «Em toda a temporada do WRC, a Finlândia é, de fato, um momento ímpar. Tenho excelentes recordações da prova, como, por exemplo, a minha estreia na Citröen Racing em 2013, e um lugar no pódio no ano seguinte. Todos os anos sinto, acima de tudo, um enorme prazer em conduzir nas mais espetaculares estradas do mundo. Nesta temporada, não estive presente em todas as provas, mas fiz questão de incluir a Finlândia no meu programa. É um rali em que não é raro as diferenças entre pilotos estarem nas décimas de segundo e isso dá-me a oportunidade de trabalhar no contra-ataque. Ganhei em Portugal, mas não tenho quaisquer objetivos especiais. Vou dar o meu máximo em termos de aprendizagem e aperfeiçoamento da condução, desfrutando de todos os momentos ao volante. As previsões meteorológicas são de chuva para os três dias em Jyväskylä, o que, sem dúvida, vai influenciar o nosso desempenho em função da ordem de partida. Mas, mais uma vez, isso não é muito importante para mim porque não tenho objetivos específicos para esta temporada. Penso que será um grande desafio em termos de reconhecimentos e de notas. Foram introduzidas muitas especiais novas, incluindo Ouninpohja, que se fará em sentido contrário ao habitual. Vamos ter de esquecer as nossas referências habituais e abordar esta especial como se fosse algo totalmente novo.»

 

Craig Breen (#8): «É claro que me sinto muito melhor preparado para esta prova do que nos meus dois primeiros ralis com o Abu Dhabi Total WRT! Vou poder contar com a experiência adquirida há um mês e o meu objetivo é começar onde fiquei no Rali da Polónia. Para que este rali seja um sucesso, terei de manter um ritmo absolutamente consistente, sem cometer erros, e partir para o ataque sempre que estiver em condições para tal. O Rali da Finlândia não é novidade, pois já tenho seis participações nesta prova. Há dois anos, estava aos comandos de um WRC, mas num contexto totalmente diferente, com o meu pai a tratar do carro e a minha mãe encarregue do ‘catering’! Foi esse empenho da família que me trouxe onde estou agora, pelo que pretendo aproveitar ao máximo esta nova oportunidade.»

 

Khalid Al Qassimi (#24): «Estou ansioso por voltar à Finlândia, um evento realmente muito especial do WRC. O percurso é famoso por ser rápido e pelos seus saltos a alta velocidade. Nesse sentido, poderemos tirar partido da experiência obtida no ano passado, mas mais de metade das especiais são agora novas, pelo que temos de estar totalmente concentrados nas provas de reconhecimento, para termos a certeza de que as notas que tiramos são boas. Depois de uma paragem tão longa, desde o rali de Portugal, será importante que me sinta bem por estar de novo ao volante do carro. Este rali exige ao máximo empenho e vamos dar o nosso melhor para recuperar gradualmente a nossa ligação com o carro. Acho que vamos desfrutar bem deste rali, e espero que o Kris e o Craig encham de orgulho Abu Dhabi Total World Rally Team.»

 

Scroll To Top