Quinta-feira , Julho 19 2018
ÚLTIMAS
Home / RALLYCROSS / Larsson e Eriksson registram vitória na nova estreia do Fiesta ST
Larsson e Eriksson registram vitória na nova estreia do Fiesta ST

Larsson e Eriksson registram vitória na nova estreia do Fiesta ST

Robin Larsson atinge a semifinal em 2018 no Mundial de RX
Kevin Eriksson fora de sorte, mas prova o ritmo e o potencial com duas vitórias
O Ford Fiesta ST é uma força a ser levada em conta em qualquer época do ano na Espanha

O novo Ford Fiesta ST Supercar da Olsbergs MSE impressionou na sua estreia no Campeonato Mundial de Rallycross da FIA apresentado pela Monster Energy em Barcelona neste fim de semana (14/15 de abril), registrando um trio de vitórias e uma semifinal.

Recentemente revelado para o mundo dos espectadores na quinta-feira passada, o impressionante Fiesta ST mostrou-se competitivo desde o início no Circuito de Barcelona-Catalunha, com o quinto e oitavo tempos de volta em treinos livres nas mãos da dupla sueca Robin Larsson. e Kevin Eriksson.

Ambos subseqüentemente sobreviveram a uma complicada primeira pré-eliminatória (Q1) realizada em condições escorregadias, colocando a respeitável nona (Larsson) e a 11ª (Eriksson), antes da primeira vitória do novo carro com uma performance madura e madura de quarta na grelha. no Q2.

Extremamente consistente, o Campeão Europeu de Rallycross 2014 da FIA ficou de fora no Q3 para se manter firme na mistura, antes de jogar um ‘coringa’ na perfeição no Q4 para garantir a sétima posição entre os 17 competidores de alto calibre na Classificação Intermediária – e com ele uma cobiçada meia-final, indo pegar a sexta bandeira quadriculada.

O compatriota Eriksson passou por um momento mais difícil, embora ele também tenha mostrado uma atraente curva de velocidade ao volante do potente Fiesta ST do OMSE. O piloto de 21 anos liderou o Q2 até que um atípico “off” na pista traiçoeira o deixou frente a uma batalha difícil – e com o circuito ainda secando no domingo de manhã e o sueco no Q3 mais antigo, as chances eram sempre empilhado teimosamente contra ele.

Implacável, Eriksson se recuperou para ganhar vitórias – o primeiro depois de um duelo com o nove vezes campeão mundial de rally da FIA, Sébastien Loeb, e o segundo cortesia de um drive controlado do meio da grade. Embora os resultados não tenham sido suficientes para garantir a passagem para as semifinais, ele havia estabelecido um marcador.

Olsbergs MSE vai para a segunda jornada no calendário mundial de 2018 em Montalegre, em Portugal, a 28 e 29 de Abril.

Entre áspas

Robin Larsson (posição do campeonato: 10)
“No geral, acho que podemos dizer que foi um começo muito positivo para o OMSE aqui em Barcelona. Senti que éramos consistentes em termos de nosso ritmo e desempenho, e que chegamos a um nível razoavelmente alto – com muito mais velocidade ainda a ser extraída do Fiesta ST. Conseguir chegar às semifinais foi o nosso objetivo para este primeiro evento e conseguimos, e com mais trabalho nos bastidores, não tenho dúvidas de que logo estaremos mudando a ordem e pressionando para os pódios. O potencial dentro desta equipe é genuinamente muito empolgante. Eu terminei em segundo em Montalegre a última vez que dirigi lá há alguns anos atrás, então vou voltar com boas lembranças e com o objetivo de levar adiante esse impulso inicial. ”

Kevin Eriksson (posição do campeonato: 14)
“Tem sido um fim de semana tão azarado para mim. Nosso ritmo foi muito bom, mas um pequeno problema me levou a desmoronar nas duas corridas de ontem e isso nos deixou com um pouco de montanha para escalar. Mesmo tendo vencido minhas duas eliminatórias hoje, a pista estava secando muito rápido, o que significa que as últimas corridas foram muito mais rápidas e nós realmente não tivemos chance. Isso foi obviamente decepcionante, mas marcar três vitórias entre Robin e eu provou a velocidade do Fiesta em ambas as condições, e o carro parece ótimo. Poder competir na frente contra as equipes da fábrica é um sinal realmente encorajador. Portugal não pode vir em breve!

Andreas Eriksson, diretor da equipe Olsbergs MSE
“Tem sido uma primeira fase desafiante do ano para todos, penso eu, com condições complicadas no sábado e alguma competição intensa, mas deixamos o Barcelona de cabeça erguida e com muitas razões para optimismo. Correndo um carro novo, nós não sabíamos o que esperar vindo aqui mas nós aprendemos muito e fizemos melhorias de uma raça para a próxima, e para ganhar três vitórias de corrida de qualificação e levar Robin para a semi-final é um resultado muito positivo . Este é apenas o começo, no entanto, e já estamos ansiosos para construir a nossa forma inicial em Portugal, em torno de um circuito que conhecemos bem e onde Robin e Kevin têm um forte recorde anterior. ”

 

Scroll To Top