Sábado , Dezembro 16 2017
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Líderes de verão no CNTrial 4×4
Líderes de verão no CNTrial 4×4

Líderes de verão no CNTrial 4×4

A aventura 2014 do Campeonato Nacional de Trial 4×4 começou em março com uma paragem da caravana desta competição numa terra de aficionados pela modalidade, em Santa Maria da Feira. A segunda jornada foi um pouco mais a sul com a estreia de Torres Vedras na organização de uma prova do Nacional. De regresso ao norte, e pelo segundo ano consecutivo, foi a vez de Valongo receber a terceira etapa da maior competição de trial a nível nacional. Aquarta paragem, antes da pausa de verão, foi na Serra do Montejunto, em Alenquer, com um dia bastante atarefado para as equipas.

Estas quatro primeiras provas foram desafiantes para as equipas porque todas as pistas repletas de obstáculos naturais e artificiais que exigiram muito do piloto, navegador e máquina, e tiveram sempre de contar com os desafios extra do calor e do pó.

 

Domingos Diniz na liderança doAbsoluto

unnamed (15)Andou sempre bem perto do pódio durante as duas primeiras provas (quinto lugar em Santa Maria da Feira e quarto em Torres Vedras), venceu a prova de Valongo e fez um segundo lugar em Alenquer. Estas posições dão a Domingos Diniz a liderança da classificação geral da Classe Absoluto do Campeonato Nacional de Trial 4×4 com 62 pontos.

A segunda posição da geral é ocupada por Flávio Gomes. Depois de vencer as provas de Santa Maria da Feira e Torres Vedras, não pontuou na terceira jornada mas voltou a vencer em Alenquer. Quando se faz o descanso de verão o piloto de Bragança está a um ponto da liderança da sua classe.

Na terceira posição está também um piloto de Bragança. António Calçada tem os mesmos 61 pontos que Flávio Gomes e por isso o regresso à competição promete ser ao rubro porque, na verdade, tudo está em aberto nesta classe.

 

Rui Querido na frente da XL

unnamed (18)Rui Querido não tem dado muita margem de manobra aos seus adversários. Depois de vencer as três primeiras provas sem grande dificuldade viu o azar bater-lhe à porta em Alenquer. Ainda assim é líder da Classe XL com 75 pontos.

A 21 pontos do ouro está Marco Polónio. O piloto, que se estreou este ano na competição, tem contado com avarias mecânicas em todas as provas o que não tem ajudado nas contas da equipa. Está na segunda posição da sua classe.

Luís Jorge falhou a primeira prova deste ano, recuperou terreno na tabela classificativa em Torres Vedras e Valongo e em Alenquer chegou mesmo ao primeiro lugar. Ainda a habituar-se ao Proto XS5 chega à pausa de verão em terceiro lugar, a 23 pontos do líder.

 

Super Proto para Paulo Candeias

O piloto de Carrazeda de Ansiães tem acumulado vitórias na edição 2014 da Classe Super Proto. Depois de ter feito segundo em Santa Maria da Feira somou o primeiro lugar nas três restantes jornadas. Paulo Candeias é, por isso, líder de verão com 78 pontos.

27 pontos separam Emanuel Costa de Paulo Candeias. Depois de se ter estreado em 2014 da melhor forma falhou a prova de Alenquer. Neste momento está em segundo da sua classe.

Jorge Silva está em terceiro lugar da classificação geral a 29 pontos de Paulo Candeias. Uns quantos problemas mecânicos no Crawler ao longo das quatro jornadas não têm permitido aspirar a um lugar mais alto do pódio.

 

Bruno Silva lidera Classe 1

unnamed (16)Na Classe 1 de Promoção do CNT 4×4 as contas estão bem mais renhidas. A disputa pela liderança da classe tem sido feita jornada a jornada e Bruno Silva ainda não está seguro da vitória na sua classe. Cumpridas quatro jornadas tem 65 pontos mais um que António Silva e mais quatro que Luís Soares Duarte. As últimas duas jornadas prometem muita emoção para a Classe 1 porque qualquer um deles pode terminar o campeonato no lugar mais alto do pódio.

 

 

 

Joel Sousa é campeão

unnamed (17)No Troféu Suzuki já está encontrado o campeão. Joel Sousa cumpriu as quatro jornadas e somou sempre o primeiro lugar e por isso é o vencedor de 2014 do Troféu Suzuki até ao momento com 84 pontos. Sem um elevado número de concorrentes ao longo das provas tem mantido, ainda assim, sempre o espírito competitivo e proporcionado muito espetáculo.

A emoção, a adrenalina e a competitividade têm-se mantido de jornada para jornada ao longo das quatro provas já cumpridas. Depois desta pausa de verão, e olhando para as contas das diferentes classes, as duas últimas jornadas do Campeonato Nacional de Trial 4×4 (a 21 de setembro em Mação e a de 19 outubro em Paredes) só podem ser marcadas por competição ao mais alto nível.

 

Calendário

Mação, 21 setembro

Paredes, 19 outubro

Entrega de prémio, 16 novembro

 

Scroll To Top