Quinta-feira , Junho 29 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Manos Trindade regressam ao Minho
Manos Trindade regressam ao Minho

Manos Trindade regressam ao Minho

_MG_9979 (Cópia)O Campeonato de Ralis Norte (CRN) prossegue no próximo fim-de-semana em Guimarães, uma zona que Nelson e Herlander Trindade conhecem da experiência do ano passado no campeonato de Montanha. O curto espaço de tempo entre as duas primeiras provas da época foi um desafio para a equipa MCO

Apesar de só este ano terem direcionado definitivamente as suas carreiras para os ralis, Nelson e Herlander Trindade vão passar por alguns sítios familiares no Rali de Guimarães, a segunda prova do CRN. “De facto, este rali atravessa zonas que conhecemos bem do campeonato de Montanha pois passa na Falperra e na Serra da Penha. Mas as nossas expectativas continuam as mesmas: tentar o melhor lugar possível no Grupo X e depois ver onde nos posicionamos em termos de classificação geral”, refere Nelson Trindade. O piloto do Mitsubishi Lancer, que terminou no segundo lugar da categoria em Fafe, confessa ter ficado fã dos ralis de terra mas também admite que é no asfalto que terá maiores possibilidades de um bom resultado: “Sim, é no asfalto que estou mais à vontade mas a experiência em terra foi muito gratificante, embora tenha encontrado troços mais duros do que esperava. Vou ver no Rali de Penela (ndr, a primeira prova do Campeonato de Ralis Centro, a 22 e 23 de Março) se os ralis de terra são todos assim ou se existem alguns com melhor piso”.

IMG_1354 (Cópia)Herlander Trindade, que em Fafe chegou a passar pela liderança do Grupo X antes de partir uma jante do seu Subaru Impreza, também destacou o trabalho feito pela equipa MCO Racing na conversão dos carros para as especificações de asfalto: “O mérito acima de tudo é da equipa que teve apenas 15 dias para passar os carros todos para asfalto. Penso que a Federação tem de repensar bem o calendário pois provas tão próximas e em pisos diferentes são um desafio enorme para os mecânicos. Ainda para mais quando uma prova como o Rali Serras de Fafe desgasta imenso os carros e se quisermos fazer a prova seguinte com garantias de fiabilidade temos de substituir vários componentes que têm de ser encomendados, chegar a tempo e depois serem montados. Isso obrigou a MCO a fazer um trabalho enorme num timing muito apertado”, destacou o piloto do Subaru.

A prova do CRN terá um sete classificativas divididas entre sexta-feira e sábado, dias 7 e 8 de Março. O início está marcado para as 21 horas de sexta-feira, com uma Super Especial noturna no centro da cidade-berço, para no dia seguinte se disputarem as restantes seis especiais cronometradas. A organização está a cargo do Targa Clube e da Câmara Municipal de Guimarães, que farão o pódio da prova no conhecido Largo do Toural, um dos locais emblemáticos da cidade Património Cultural da Humanidade.

 

Scroll To Top