Quinta-feira , Março 30 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Manuel Correia e o Rali de Aguiar da Beira / Sernancelhe: “Ganhei o rali mas depois decidiram que afinal não havia um vencedor à geral
Manuel Correia e o Rali de Aguiar da Beira / Sernancelhe: “Ganhei o rali mas depois decidiram que afinal não havia um vencedor à geral

Manuel Correia e o Rali de Aguiar da Beira / Sernancelhe: “Ganhei o rali mas depois decidiram que afinal não havia um vencedor à geral

Manuel Correia abdicou de participar na Rampa da Senhora da Graça no passado fim-de-semana para disputar o Rali de Aguiar da Beira / Sernancelhe ao volante do seu Ford Fiesta R5+. Depois de ver a sua inscrição aceite, o piloto de Braga foi o mais rápido no final da prova mas não teve direito a um pódio.
Uma situação que deixou Manuel Correia profundamente desiludido. O líder da Categoria 3 do Campeonato Nacional de Montanha optou por falhar a Rampa da Senhora da Graça para disputar o Rali de Aguiar da Beira / Sernancelhe. No final, ganhou a prova na estrada mas assistiu a uma situação pouco correcta que o impediu de subir ao pódio como vencedor.
“Decidi fazer este rali porque tinha gostado imenso da prova o ano passado, quando corri com o Skoda Fabia S2000, e este ano queria saber como era correr nestes troços com o Ford Fiesta R5+. A organização aceitou a minha inscrição normalmente mesmo sabendo que o meu carro não participa no Campeonato FPAK de Ralis. No final, já depois de ter ganho o rali, um membro do Clube Automóvel da Marinha Grande veio falar comigo e disse-me que não estavam preparados para o facto de eu ser o vencedor e que não tinham um troféu que não dissesse Campeonato FPAK. Perguntaram-se se eu me importava de subir ao pódio, receber o troféu do Campeonato FPAK e depois devolvê-lo, sendo que me entregariam o meu troféu mais tarde em mãos ou pelo correio. Como nunca quis causar problemas e porque corro unicamente por gosto, aceitei. Simplesmente, o representante da FPAK impediu que se fizesse um pódio à geral e disse que o único piloto a receber troféu de vencedor era o primeiro do Campeonato FPAK. Uma situação que me deixou muito desgostoso porque abdiquei de uma prova do campeonato que lidero na Montanha e depois recebo este tratamento por parte do representante da FPAK, não sei por influência de quem”, afirmou Manuel Correia.
O piloto de Braga vai agora enviar uma exposição para a entidade federativa, além de admitir que “dificilmente voltarei a correr em ralis nos próximos tempos. Se não queriam que o meu carro fizesse o rali não tinham aceite a inscrição, ou então colocavam-me como Carro 0”, apontou.

 

Scroll To Top