Quarta-feira , Dezembro 13 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Mário Patrão confirmado no Dakar 2018
Mário Patrão confirmado no Dakar 2018

Mário Patrão confirmado no Dakar 2018

 

Piloto de Seia acredita ser possível apontar ao Top 10

 

Mário Patrão com mais de 20 títulos conquistados em Portugal e um registo de cinco participações no Dakar, algumas delas muito perto do Top 10, já confirmou a sua participação na 40ª edição desta mítica competição de todo-o-terreno que irá ter lugar na América do Sul de 6 a 20 de janeiro de 2018.

 

O piloto de Seia o português com mais títulos nacionais de Todo-o-Terreno conquistados esteve presente na apresentação portuguesa da prova que teve lugar na Sertã inserida no programa da Baja TT do Pinhal onde por se encontrar em fase de recuperação de uma lesão optou por não participar.

 

O Dakar 2018 será a sexta participação de Mário Patrão na prova, tendo em 2016 vencido a classe Maratona. “ O ponto mais importante do Dakar é estar forte fisicamente, conseguir atacar todas as etapas, dia após dia. Estou a trabalhar nesse sentido, estou a começar a trabalhar bem mais cedo e também por isso é que não participei na Baja TT do Pinhal. Não quis arriscar a piorar da lesão e ser confrontado com o facto de ter de ficar bastante tempo parado. O meu objetivo é fazer uma gestão equilibrada da minha condição física para conseguir chegar ao final do ano o mais forte possível e poder atacar no Dakar”, revela Mário Patrão.

 

O Dakar 2018 arranca no dia 6 de janeiro de 2018 em Lima, capital do Peru. A prova será composta por 15 dias de competição contando com um dia de descanso no dia 12 de Janeiro em La Paz, Bolívia. Este ano, e pela primeira vez, a cidade argentina de Córdoba recebe a final do Dakar 2018 no dia 20 de Janeiro. A propósito Mário Patrão adianta que “ quando participei pela primeira vez no Dakar, a caravana também partia de Lima no Peru, tal como este ano. São três ou quatro dias de etapas de areia muito duras, que vão à partida deixar de fora 10 a 20% dos pilotos, mas faz parte das corridas. O Dakar é assim. É preciso fazer uma boa gestão das máquinas para não cometer erros. Se estiver bem fisicamente penso que poderei conquistar um lugar no TOP 10”.

 

Scroll To Top