Segunda-feira , Maio 21 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Meireles vence na estreia do Fabia R5 na terra (por Paulo Homem)
Meireles vence na estreia do Fabia R5 na terra (por Paulo Homem)

Meireles vence na estreia do Fabia R5 na terra (por Paulo Homem)

Num dia tórrido e com troços com muito pó, o Rali de Mortágua teve emoção Q.B. não tanto na luta pela vitória mas pela incerteza gerada por tantos acontecimentos.

Com uma decisão absurda de fazer passar os concorrentes de 3 em 3 minutos, que fez a prova perder muito ritmo competitivo, José Pedro Fontes comandou nas três primeiras especiais dando a entender que caminhava para um triunfo imperial na prova e no campeonato.

Porém, tudo se complicou, na quarta especial, quando o Citroen DS3 R5 ao terceiro quilómetro de especial, o pneu descolou obrigando Fontes a parar e a perder quase três minutos para o mudar. De forma involuntária o pó deixado no ar por Fontes prejudicou Ricardo Moura que acabaria por perder um minuto nesse troço e dessa forma deixar de ter hipóteses de lutar pela vitória à geral.

Mesmo assim, Moura tudo fez para recuperar terreno, tendo vencido duas especiais, conseguindo chegar ao terceiro lugar da geral, ficando a apenas 0,5 do segundo lugar, o que seria excelente nas contas do campeonato.

Porém, na quinta especial deu-se novo golpe de teatro, quando Fontes ficou sem travões no DS3 que o obrigaram mesmo a abandonar na ligação (chegou a capotar na ligação por falta de travões).

Desta forma tudo muda para o Rali Casinos do Algarve, com Fontes a liderar o Campeonato por 8 pontos, estando ainda tudo em aberto no Nacional.

Apesar de todas estas incidências, Pedro Meireles sempre muito concentrado e rápido, assumiu a liderança na 4º especial e gerir a sua vantagem aé final da prova, mesmo tendo vencido apenas um troço, estreando da melhor forma o Fabia R5 na terra, regressando ainda aos triunfos depois de um jejum de mais de um ano.

Não menos interessante foi o segundo lugar de Carlos Martins no Fabia S2000. Sempre com um condução muito certa e rápida, Martins fez mais uma exibição de gala, provando que precisa de um R5 para lutar pela vitórias.

O piloto do rali foi, contudo, Carlos Vieira. Na estreia em terra e ao volante de um Fiesta R5, Vieira venceu um troço e demonstrou mais uma vez que nasceu para o “volante”, fazendo um grande rali.

Depois de uma época sempre azarada, Diogo Salvi veio a Mortágua cheio de garra para obter um bom resultado e dar espetáculo. Falta-lhe um pouco de rapidez, mas com cabeça poderá evoluir no futuro.

Na luta pelas duas rodas motrizes também houve emoção, tanto mais que Paulo Neto teve um rali para esquecer. O piloto do DS3 capotou e perdeu quase todas as chances de ser campeão, enquanto a Vitória de João Ruivo o atira para segundo lugar do campeonato e ainda com boas possibilidades de ser campeão.

Muito tranquilo esteve Marco Cid. Foi segundo classificado e geir sempre o seu andamento para ficar no segundo lugar e ganhar uma enorme vantagem que lhe permitirá encarar o Rali Casinos do Algarve com os olhos postos no título.

Miguel Carvalho venceu entre os RC4 de uma forma categoria que lhe permitiu conquistar o título nacional neste Grupo, enquanto Manuel castro foi o melhor na RC2N, assegurando o vice-campeonato.

 

mortagua15geral

 

Fonte: www.ralisonline.net (Paulo Homem)

 

Scroll To Top