Quarta-feira , Agosto 22 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Miguel Correia surpreende na estreia no Campeonato de Portugal de Ralis
Miguel Correia surpreende na estreia no Campeonato de Portugal de Ralis

Miguel Correia surpreende na estreia no Campeonato de Portugal de Ralis

 

No seu primeiro rali de terra – e apenas no segundo rali da sua carreira -, Miguel Correia deu nas vistas ao volante do Renault Clio R3, colocando o carro francês na discussão pela vitória na classe RC3 do emblemático Rali Serras de Fafe. Pequeno erro na PE8 ditou atraso na classificação mas o jovem piloto navegado por Pedro Alves chegou ao final na sua estreia no CPR e acumulou uma experiência valiosa.

 

Miguel Correia é um dos estreantes absolutos do Campeonato de Portugal de Ralis, chegando à prova inaugural da época, em Fafe, com uma única experiência no Rali de Sernancelhe/Aguiar da Beira, em 2017. Na ronda inaugural do CPR2 (Campeonato de Portugal de Ralis – 2 Rodas Motrizes), o jovem piloto de Braga não se intimidou com o facto de estar a correr na ‘catedral’ dos ralis em Portugal, enfrentando condições difíceis nos espetaculares troços de Fafe. Com uma evolução notória ao longo da prova, Miguel Correia estava no 2º lugar da classe RC3 (e no top 20 da geral, na frente de alguns carros de quatro rodas motrizes) quando um ligeiro erro na oitava classificativa, Gontim 1, levou o Clio R3 a ficar preso numa vala, obrigando-o a perder mais de 7 minutos e a descer até ao 22º lugar final, 2º da classe RC3.

“Chegar ao final neste rali já é uma vitória”, referiu Miguel Correia no final da prova minhota. “Para alguém como eu, que nunca tinha feito um rali de terra e que nunca tinha disputado uma prova tão longa e em condições tão difíceis, foi muito positivo ter cometido apenas um erro em todo o fim de semana. Infelizmente, o carro ficou preso no troço de Gontim e isso fez-nos a perder muito tempo. Foi um rali difícil para toda a gente, com os troços cheios de regos e era fácil ficar pelo caminho. Felizmente conseguimos chegar ao final e fiquei mesmo muito contente com a nossa evolução. O público tornou tudo ainda mais especial porque realmente os ralis são um desporto fantástico quando vemos tanta gente nos troços”, afirmou o piloto navegado por Pedro Alves.

“Quero agradecer aos meus patrocinadores, em especial à Socicorreia, aos meus pais, à minha irmã, à minha namorada, ao meu navegador, aos meus amigos e a toda a equipa da ARC Sport, que mais uma vez fez um trabalho fantástico. Adorei esta estreia no Campeonato Nacional e agora vamos preparar outra estreia muito especial, no Rali dos Açores”, concluiu.

A segunda prova do CPR, o famoso Azores Airlines Rallye, pontuável para o Campeonato da Europa FIA (ERC), será disputado entre os dias 22 e 24 de março.

 

Scroll To Top