Terça-feira , Agosto 22 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / Miguel Nunes endiabrado ‘instala-se’ no 1º lugar do RVM
Miguel Nunes endiabrado ‘instala-se’ no 1º lugar do RVM

Miguel Nunes endiabrado ‘instala-se’ no 1º lugar do RVM

Alexandre Camacho sai sábado na segunda posição.

No final do dia de competição de hoje, sexta-feira, e após um dia de verdadeira ‘escalada’ na classificação final, a dupla madeirense Miguel Nunes/João Paulo Fernandes, a bordo do Hyundai NG I20 R5, encontra-se na liderança do RVM e do TER.

Miguel Nunes tomou literalmente de assalto a liderança do rali desde a PEC 8 (Santana 2). Agora, na 5ª secção, na primeira prova da noite (PEC 10 Serragem), Miguel Nunes foi o melhor nesta passagem (00:06:37,8), seguido de Alexandre Camacho (00:06:43,7) e João Silva (00:06:44,1). No fim desta prova, Miguel Nunes mantinha-se na liderança que já trazia, com Alexandre Camacho a segui-lo e Basso.

Na PEC 11 (Terreiro da Luta), Basso fez o melhor tempo (00:05:14,5), com João Silva muito perto (00:05:16,0) e Alexandre Camacho (00:05:19,1). No final da noite, Miguel Nunes consolidou a liderança (01:17:21,9), Alexandre Camacho subiu para segundo lugar (01:17:34,0) e Basso desceu para a terceira posição (01:17:38,5).

rali_vm_dia_2_04082017_img_7493_0055_0.jpgGiandomenico Basso passou de segundo para terceiro classificado no final do dia.

No final e já no parque de assistências, Giandomenico Basso confessou que, nestas provas à noite, teve “problemas com as luzes”. “Estava muito nevoeiro e tivemos problemas com a regulação dos faróis”, apontou, esperando que, amanhã, “as condições do tempo estejam mais estáveis para poder alterar o andamento”.

Alexandre Camacho prometeu que amanhã irá “fugir de Basso para buscar Miguel Nunes”. Já Simone Tempestini, 7º da geral, não prestou muitas declarações, frisando apenas que as coisas não tinham corrido como queria.

O líder do RVM, Miguel Nunes, estava naturalmente satisfeito no final. “Quando começámos o rali, era pouco expectável estarmos nesta posição, a maior parte das pessoas não esperaria, talvez por não termos muita experiência com o carro, ou não fazermos rali o tempo inteiro, mas nós acreditámos sempre que seria possível”, confessou.

O dia de hoje foi marcado por várias desistências, motivadas por acidentes, como o de Joaquim Alves, que interrompeu, inclusive, a PEC 9 (Ribeiro Frio 2) e a saída de prova do piloto mundial Stephane Lefebvre, por avaria mecânica.

Amanhã, sábado, terceiro e último dia do RVM, a saída será feita de acordo com a classificação geral do dia de hoje. A primeira PEC será a de Câmara de Lobos 1, com arranque marcado para as 10h37.

 

Scroll To Top