Domingo , Junho 25 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Miguel Oliveira alcança 14ª posição na qualificação
Miguel Oliveira alcança 14ª posição na qualificação

Miguel Oliveira alcança 14ª posição na qualificação

Miguel Oliveira assinou hoje o 14º tempo na qualificação para  o GP da Argentina, o terceiro da época. Aos comandos da sua Mahindra MGP3O o piloto  português voltou a fazer a sua melhor passagem ao circuito de Termas de Rio Hondo. A  derradeira sessão de treinos livres, a terceira do programa deste GP da Argentina, viu Miguel  Oliveira assinar o melhor tempo dos treinos livres, reduzindo a diferença para o primeiro  face ao dia anterior, mas ao mesmo tempo descendo na folha de tempo para ser o 17º. O  piloto da Mahindra rodou na melhor volta em 1m50.920, mas realizou apenas cinco voltas  na sessão, devido a problemas com a caixa de velocidades da MGP3O.
Na qualificação Miguel Oliveira voltou a sentir algumas dificuldades na progressão. O piloto  português lutou ao longo de toda a sessão para conseguir conquistar lugares na grelha de  partida, mas num traçado sujo e com apenas uma linha de trajetória o português nunca  conseguiu encontrar um lugar num grupo rápido, revelando-se ao longo da sessão que estar  integrado num grupo era importante. ‘A qualificação não correu como era nosso desejo.  Tivemos bastante dificuldade em encontrar um ‘cone de ar’ e com a maior intensidade de  vento que se fez sentir tornou-se ainda mais difícil. Mesmo assim conseguimos melhorar o  nosso melhor tempo em cerca de meio segundo e fomos consistentes com os pneus usados.  Amanhã no warm-up vamos tentar confirmar a rapidez com os pneus usados e vamos dar o  nosso melhor desde o arranque.’  Oliveira acabou por não conseguir encontrar o procurado ‘cone de ar’ e assim o português  fechou a qualificação na 14ª posição ao conseguir na sua melhor volta um registo de  1m50.324. Amanhã Miguel Oliveira arranca na quinta fila da grelha de partida para uma corrida que terá a duração de 21 voltas aos 4.806 metros do traçado argentino.
A Mahindra de Miguel Oliveira continua a revelar algumas debilidades quanto à velocidade  máxima em comparação com as motos adversárias, o que coloca ainda mais obstáculos no  caminho para os primeiros lugares da grelha de partida. ‘Estamos a trabalhar para resolver  essa questão diretamente com a fábrica mas o esforço não é suficiente porque continuamos  atrás dos adversários em termos de aceleração e velocidade máxima, sendo notória a falta  de aceleração quando a velocidade do vento é mais forte. Tentamos anular essas diferenças  com o chassis que nos permite acelerar mais cedo e travar mais tarde, mas não chega porque  estamos a enfrentar marcas que estão a apostar bastante. Sinto-me confortável com a moto  e temos que continuar nesta direção.’ A corrida de Miguel Oliveira tem inicio marcado para  as 15 horas de amanhã

 

Scroll To Top