Sexta-feira , Junho 23 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Miguel Oliveira o mais rápido em Valência
Miguel Oliveira o mais rápido em Valência

Miguel Oliveira o mais rápido em Valência

No regresso ás pistas e aos testes depois da habitual paragem entre Novembro e Fevereiro, Miguel Oliveira fechou hoje da melhor forma dois dias de trabalho no circuito valenciano Ricardo Tormo. Aos comandos da sua KTM o piloto da Charneca mostrou o bom nível de desenvolvimento da nova moto austríaca que faz a sua estreia na classe intermédia do campeonato neste ano de 2017. Assumindo o protagonismo desde o primeiro dia de testes o vice-campeão do mundo de 2015 fechou o dia de ontem com um tempo de 1m37.162s após 49 voltas realizadas e onde as condições atmosféricas menos favoráveis acabaram por condicionar a ordem de trabalhos.

“No primeiro dia tivemos condições desfavoráveis, com muito vento e frio, mas não foi de todo um dia desperdiçado. Aproveitei para me voltar adaptar, com quase nada para experimentar, e voltar a ter as sensações de guiar esta moto, até porque com estas condições é difícil fazer tempos muito rápidos. No entanto considero que as 50 voltas conseguidas foram produtivas e o tempo alcançado com estas condições foi bastante bom.”

Já no segundo dia o piloto de Almada voltou a encabeçar a tabela de tempos frente aos presentes, e desta feita, com melhores condições, conseguiu experimentar muitas coisas. O balanço dos dois dias é bastante positivo, atestado pelo facto de Oliveira ter mesmo sido o único piloto a rodar no segundo 35 no traçado espanhol ao assinar na melhor das suas 67 voltas.

“Foram dois dias de muito trabalho com muitas voltas, sobretudo hoje que a temperatura estava boa para rodar e com muito menos vento que ontem, o que nos permitiu experimentar muitas coisas. Centramo-nos mais parte traseira da moto sem nos concentrar no que seria uma volta rápida, e experimentar tudo simulando as condições de corrida com pneus bastante usados. Comparativamente à moto que rodei aqui da última vez é a mesma, mas o que mudou bastante foram as afinações e a forma de trabalho das suspensões. O próximo teste é em Jerez, uma pista bastante diferente desta e onde teremos inclusivamente pneus mais macios para usar, mas temos ainda que melhorar a parte traseira para chegarmos aí mais tranquilos. O positivo é que temos muitas ideias e por isso estou confiante.”

Antes dos primeiros testes oficiais IRTA que decorrerão no inicio de Março no circuito Andaluz, Jerez de la Frontera, Miguel Oliveira terá mais uma jornada de testes privados no traçado espanhol e com o mesmo objectivo, continuar a levar no melhor sentido o desenvolvimento da KTM Moto2 oficial.

 

Nuno Dinis

 

Scroll To Top