Quinta-feira , Outubro 19 2017
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / MIGUEL PRAIA NOVAMENTE QUARTO NO MOTO 1000GP
MIGUEL PRAIA NOVAMENTE QUARTO NO MOTO 1000GP

MIGUEL PRAIA NOVAMENTE QUARTO NO MOTO 1000GP


No dia de encerramento do campeonato brasileiro Moto 1000GP Miguel Praia voltou a mostrar toda a excelência da sua pilotagem que o levaram pelo segundo ano consecutivo a merecer a confiança da equipa paulista Center Moto. Hoje em Cascavel Praia e os técnicos da formação do bairro de Botafogo voltaram a enfrentar não apenas uma concorrência de luxo mas igualmente uma moto que de forma estranha não se mostrou tão competitiva como na primeira visita do campeonato ao traçado do Zilmar Beaux, quando Praia colocou a CBR 1000RR SP na segunda posição final.

Depois de qualificação na oitava posição, que valeu no entanto a sétima posição no arranque devido ao abandono prematuro de um dos seus adversários devido a lesão ainda no Sábado, o piloto de Albufeira sabia que não sería fácil segurar a terceira posição final no competitivo campeonato sul-americano e os primeiros momentos de prova seriam decisivos.

Mas a sorte da corrida não acompanhou o piloto algarvio e logo após o arranque um toque noutro adversário hipotecou quase de imediato a possibilidade de terminar o campeonato no desejado e merecido terceiro posto final.

‘Não queriamos mesmo terminar em sétimo. Mas depois do arranque, em que saí bem, bati noutro piloto na primeira curva e o que mais temia aconteceu. Perdi não apenas posições mas acima de tudo o contacto com os pilotos da frente e depois disso fiquei a rodar sozinho, sem ninguém na frente e dessa forma era impossível, apesar de todos os esforços, conseguir recuperar.’

Depois de nos dias anteriores ter sentido dificuldades em conseguir progredir com a Honda CBR 1000RR SP nas folhas de tempos, Praia voltou hoje a encontrar uma moto nada idêntica em termos de prestações à mesma moto que o ajudou a ser segundo nesta pista aquando da quarta prova do campeonato.

‘Não conseguimos explicar o porquê. A nossa moto perdeu muita potência e no final das rectas fomos sempre mais de seis quilómetros por hora mais lentos que na prova que aqui fizemos anteriormente. Foi um problema que sentimos nos treinos e na corrida e vamos agora analisar todos os dados que temos para tentarmos perceber ao mesmo o que aconteceu.’

Com o sétimo posto final na corrida de hoje, o segundo pior resultado do ano depois da oitava posição em Brasilia – esta com uma queda perto do final – Miguel Praia volta a repetir a quarta posição final no campeonato, a apenas quatro pontos do pódio.

‘Fomos quartos no campeonato com menos um pontuação devido à prova que falhei. Não podemos considerar que é um mau resultado face ao nível deste Moto 1000GP, mas queria mais e sei que poderíamos ter ficado seguramente no pódio.’

Terminou assim de forma amarga uma temporada onde Miguel Praia foi um dos protagonistas novamente do campeonato brasileiro. Numa época onde conquistou em média 13,2 pontos nas sete provas em que participou, a alteração de calendário que trocou a data da quinta prova do campeonato acabou por ser prejudicial e ajudou a que o piloto da Center Moto ficasse mesmo fora do pódio final do campeonato.

 

Scroll To Top