Sábado , Novembro 25 2017
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Miguel Ramos Sport inicia época a vencer
Miguel Ramos Sport inicia época a vencer

Miguel Ramos Sport inicia época a vencer

Começamos a época com uma vitória em Nurburgring.

Não poderíamos começar melhor a temporada de 2014 no International GT Open. Uma vitória na corrida inaugural é sempre muito bem recebida, pois calibra a equipa perante a concorrência e pode ser um bom prenúncio para uma boa época que adivinho muito difícil, longa e desgastante.

Depois do terceiro tempo que alcancei na qualificação, a equipa estava confiante numa boa prestação, pois sabíamos do potencial que estava à nossa disposição.
Logo no arranque ainda tentei surpreender o Catsburg, pois ele estava a desenhar uma trajectória mais larga na abordagem à curva 1, mas de repente fechou a corda e eu como já lá estava, o toque foi inevitável. Este ligeiro percalço fez-me perder momentaneamente o ritmo, fui ultrapassado e caí para terceiro. Com uns perfis da carroçaria a raspar no pneu ainda cheguei a pensar ter de vir à box mudar o pneu, mas como estabilizou, permitiu manter-me em pista perto da liderança e assim entregar o carro bem posicionado, para o ataque no final com o segundo jogo de pneus.
Se assim pensamos, melhor o fizemos e após a mudança de pilotos, o Nicky encontrou-se rapidamente na liderança da prova e teve como principal preocupação, levar o Corvette até ao fim, controlando uma corrida que tornamos fácil.

Para a Race 2 deste Domingo o Nicky conseguiu o segundo lugar da grelha e no arranque ainda conseguiu surpreender o outro Corvette com o Soulet ao volante, só que este respondeu logo na curva 3 e não largou mais o comando, começando então a tentativa de fuga dos dois Corvette’s.
O Nicky entrou na Box pela volta 15, e fui eu para o volante. Nesta troca, para além do handicap extra de 15 segundos parados por causa da vitória de Sábado, ainda nos deparamos com uma porta teimosa em fechar que nos fez perder cerca de mais 15 segundos, comprometendo a entrada na luta pela vitória.
De qualquer modo não baixei os braços e mantive-me sempre focado até ao fim da corrida para tentar o melhor resultado possível. Na entrada para a última volta, na curva 1 ataquei o 4º lugar do Camathias, chegando mesmo a tocar no Ferrari. Sinceramente, acho que o Camathias antecipou o ponto de travagem uns 100mts e estava deslocado da trajectória. Todos sabemos que quando se vê um espaço, vamos tentar. Estávamos na última volta, eu vinha a recuperar para o Ferrari em todo o meu ‘stint’. Chegado aquele momento eu já estava a cair para a corda da curva e ia travar no ponto normal que era ligeiramente mais à frente. O Ferrari chegou-se para a direita e eu não tive hipótese de travar, mas acho que não passou de um ligeiro incidente normal nas corridas.

Em suma uma boa operação para a V8Racing que desta feita começou bem o ano e com vontade que chegue rápido a segunda prova do Campeonato. Todos sabem o prazer e orgulho que sinto em representar o meu País, ainda mais quando no calendário chega a hora de visitar Portugal, onde graças a Deus tenho sido muito bem-sucedido, com vitórias tanto no Estoril como em Portimão. Daqui a um mês estaremos no Algarve e na V8Racing estamos todos muito motivados para conseguir desenvolver um bom trabalho.

A próxima corrida será em Portimão a 7 e 8 de Junho

 

Scroll To Top