Sexta-feira , Novembro 24 2017
ÚLTIMAS
Home / RALI / MIKKELSEN LUTA E RESISTE
MIKKELSEN LUTA E RESISTE

MIKKELSEN LUTA E RESISTE

Nas pistas do campo militar de Baumholder, Andreas Mikkelsen e Anders Jæger tiveram de se empenhar numa forte batalha para manter a segunda posição no Rali da Alemanha. Por sua vez, Craig Breen e Scott Martin aproximaram-se mais dos cinco primeiros lugares, enquanto que Kris Meeke e Paul Nagle foram forçados a abandonar devido a um problema mecânico.

  • Ao contrário do que sucedeu ontem, os concorrentes foram hoje recebidos por um sol resplandecente logo pela manhã, quando se dirigiram para a Assistência D, montada em Bolstalsee, que marcou o início da segunda Etapa do rali.
  • O programa da ronda matinal compreendia as duas especiais de Panzerplatte – versão curta e longa – bem como duas Especiais no Sarre. Ao início da manhã, as estradas estavam ainda bastante molhadas, pelo que as equipas da Citroën Total Abu Dhabi WRT optaram pelos pneus Michelin Pilot Sport de mistura macia.
  • Contudo, esta opção acabou por não se revelar a mais adequada… Mantendo-se no segundo lugar da Geral, Andreas Mikkelsen perdia terreno para Tänak e via Ogier cada vez mais perto! Craig Breen chegou ao fim dos 41,97 km com um pneu totalmente retalhado. Por sua vez, Kris Meeke foi, nesta Especial, o mais rápido entre os Citroën.
  • Vítima de um pião na ES11, a situação de Andreas Mikkelsen começava a complicar-se! Mas em Römerstraße (ES12), o piloto norueguês deu bastante réplica e rubricou o melhor tempo.
  • O resto da manhã foi complicada para Craig Breen, com duas saídas de frente nas Especiais do Sarre. Sexto a meio do dia, o irlandês manteve-se, não obstante, praticamente “colado” a Evans e Hänninen.
  • Para a segunda passagem nas Especiais do campo militar de Baumholder, os pneus de mistura dura foram uma escolha óbvia. Apesar de perder alguns segundos no arranque para a ES14, Andreas Mikkelsen protagonizou uma performance brilhante em Panzerplatte 2 (ES15), obtendo o segundo tempo a apenas 1’’8 do vencedor.
  • Quarto e segundo nas duas passagens pela Especial curta da Arena Panzerplatte, Kris Meeke não pôde prosseguir a sua prova após a ES14. Vítima de um problema mecânico, o britânico foi obrigado a abandonar.
  • Até ao final, Andreas Mikkelsen continuou a pressionar o líder ao mesmo tempo que mantinha afastado o seu mais direto perseguidor. Globalmente mais rápido que os seus rivais nas duas últimas Especiais, Mikkelsen totalizava apenas 21’’4 de atraso sobre Tänak e deixava Ogier a 8’’2 de distância.
  • Amanhã, a terceira Etapa do Rali da Alemanha será constituída por quatro Especiais que representam apenas 16% do total dos quilómetros cronometrados. A chegada final está montada no fim da Power Stage, agendada para as 12h18 (+1 hora que em Portugal Continental) .

 

 

O QUE ELES DISSERAM…

YVES MATTON, DIRETOR DA CITROËN RACING: “Mais uma vez, Andreas Mikkelsen realizou uma excelente jornada. Se bem que a vitória pareça agora estar fora do alcance, a última Etapa vai ser interessante e será preciso continuar a lutar para resistir a Sébastien Ogier. Craig Breen teve altos e baixos, mas progrediu na Gearl e um lugar entre os cinco primeiros está ainda ao seu alcance. Em contrapartida, é triste que Kris Meeke tenha sido forçado a abandonar numa altura em que ele começava a retomar um bom nível de ‘performance’. Após o rali, iremos analisar as causas do problema.”

 

ANDREAS MIKKELSEN: “Estou muito satisfeito com o dia de hoje, principalmente porque consegui ‘dominar’ esta tão famosa Especial de Panzerplatte. Graças aos testes que fizémos antes do rali, aprendi a encontrar o melhor equilíbrio entre forçar e poupar os pneus ao longo dos 42 km. Na Classificação Geral, a situação pouco evoluiu: Ott Tänak fez um excelente trabalho ao conseguir dilatar a sua vantagem. Amanhã, a minha prioridade será conter o Sébastien Ogier e manter o segundo lugar. Para o conseguir, estou a postos para  dar o meu máximo!”

 

CRAIG BREEN: “O dia de hoje correu melhor que o de ontem. Contudo, as coisas foram difíceis durante a manhã, tive dificuldades em sentir confiança. Na segunda passagem, fizémos uma escolha de pneus mais consistente e isso permitiu-me progredir. Cometi alguns erros, incluindo uma saída de frente na última Especial do dia, mas, mesmo assi, conseguimos diminuir a desvantagem para os pilotos da frente. Vamos continuar a lutar até ao final!”

 

KRIS MEEKE: “Hoje sentia-me bastante bem ao volante do C3 WRC, e foi aumentando pregressivamente de o ritmo. Depois, surgiu no painel de instrumentos um alerta para um problema no sistema de refrigeração do motor e, por isso, parámos imediatamente. Amanhã não vamos estar à partida em Rali2 por três razões: não queremos o risco de danificar gravemente o motor, o Paul acabou de ser pai esta tarde, e, na verdade, não temos nada a ganhar em disputar as quatro Especiais de amanhã.”

 

RALI DA FINLÂNDIA 2017
CLASSIFICAÇÃO GERAL (provisória) – DIA 3

  1. Tanak / Jarveoja (Ford Fiesta WRC) 2h31’32’’2
  2. Mikkelsen / Jaeger (Citroën C3 WRC) +21’’4
  3. Ogier / Ingrassia (Ford Fiesta WRC) +29’’6
    4. Evans / Barritt (Ford Fiesta WRC) +1’48’’3
    5. Hanninen / Lindstrom (Toyota Yaris WRC) +1’52’’5
  4. Breen / Martin (Citroën C3 WRC) +2’06’’7
    7. Latvala / Anttila (Toyota Yaris WRC) +4’04’’9
    8. Paddon / Marshall (Hyundai i20 WRC) +4’31’’3
    9. Camilli / Veillas (Ford Fiesta R5) +8’41’’9
    10. Kremer / Winklhofer (Ford Fiesta WRC) +8’54’’5

 

Scroll To Top