Quinta-feira , Agosto 16 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / MILHARES DE FÃS RUMARAM À CATEDRAL DE FAFE
MILHARES DE FÃS RUMARAM À CATEDRAL DE FAFE

MILHARES DE FÃS RUMARAM À CATEDRAL DE FAFE

De novo penalizados pela sua posição de partida para os troços, limpando-os da muita areia e pedras neles acumulados, as duplas Mads Ostberg/Torstein Eriksen e Craig Breen/ Scott Martin usaram esta última etapa para trabalhar nas afinações do C3 WRC em situações de pouca aderência, ao mesmo tempo que garantiram os pontos referentes aos 6º e 7º lugares que, respetivamente, conquistaram para o Citroën Total Abu Dhabi WRT.

 

Já presentes em grande número nas especiais anteriores, os particularmente entusiastas fãs portuguesas, delocaram-se aos milhares até Fafe, neste dia final de competição. A oportunidade de ver os pilotos do WRC neste autêntico templo do Rally de Portugal apresentou-se-lhes em dose dupla, culminando num trampolim natural, tantas vezes abordado com alma, colocando à prova o sentimento de ataque dos pilotos, como a capacidade de absorção do impacto por parte das viaturas.

De novo prejudicados pelas suas posições na estrada, Mads Ostberg (a abrir os troços) e Craig Breen (logo a seguir) tiraram o melhor partido desta etapa final para continuar a trabalhar no desenvolvimento dos C3 WRC em condições de baixa aderência, terminando o rali luso na 6ª e 7ª posições, respetivamente.

Com uma ordem de partida revista para a Power Stage, Ostberg foi, neste particular, o 8º mais rápido a cumprir o troço de 11,18 km, demonstrando as qualidades de robustez do seu C3 WRC, ficando a apenas 4,8 segundos do piloto mais lesto. Cumprindo com os desafios que lhe haviam sido colocados, o norueguês provou estar cada vez mais à vontade ao volante do C3 WRC, preparando-se para elevar ainda mais a fasquia no próximo destino do seu programa de provas: a Sardenha.


 

O QUE ELES DISSERAM…

Craig Breen

“O furo que sofremos na tarde de sexta-feira, quando eramos 3ºs, condenou-nos a abrir o percurso nos dois dias seguintes, pelo que era difícil esperar um resultado melhor. Mas agora estou ansioso por estar na Sardenha, para ali poder concretizar num resultado muito melhor as boas sensações que tive ao longo deste fim de semana.”

Mads Ostberg

“Este primeiro fim de semana em pisos de terra mostrou-se muito instrutivo porque aprendi muito sobre o C3 WRC. Se na manhã de sexta-feira ainda procurávamos o melhor set-up, a equipa rapidamente reagiu e, logo após o meio do dia, na segunda ronda, o carro passou a funcionar muito bem. Pena que, depois, tenhamos sofrido com a nossa posição na estrada. Quando um primeiro dia de competição não é tão bom quanto se esperava, é normal que o restante rali se ressinta desse facto, mas fico feliz em ver que temos velocidade, como comprovámos quando estávamos ao ataque e tínhamos boas condições.”

 

RALLY DE PORTUGAL 2018 – CLASSIFICAÇÃO FINAL

  1. Neuville / Gilsoul (Hyundai i20 WRC), 3h49’46’’6
  2. Evans / Barritt (Ford Fiesta WRC), + 40’’0
  3. Suninen / Markkula (Ford Fiesta WRC), + 47’’3
  4. Lappi / Ferm (Toyota Yaris WRC), + 54’’7
  5. Sordo / Del Barrio (Hyundai i20 WRC), + 1’00’’9
  6. Ostberg / Eriksen (Citroën C3 WRC), + 3’33’’5
  7. Breen / Martin (Citroën C3 WRC) , + 5’23’’0

 

 

Scroll To Top